Em outras praias

terça-feira, 21 de março de 2017

Ballet Clássico melhora a autoconfiança e a sociabilidade nas crianças

Resultado de imagem para ballet infantil


Considerado um dos exercícios mais completos que existem, essa dança ainda desenvolve habilidades motoras, equilíbrio e força

Considerado um dos exercícios mais comuns de se praticar na infância, o ballet clássico é uma atividade física que envolve a magia da dança e a disciplina exigida na prática de qualquer exercício. Por isso, é muito comum ser indicado para crianças pequenas e até adolescentes pelos benefícios para o corpo e mente.

De acordo com dr. Leandro Gregorut, ortopedista da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo e especialista em Medicina do Esporte, o ballet na infância proporciona o desenvolvimento de um sentido chamado propriocepção, ou seja, a criança desenvolve a habilidade motora fina, o equilíbrio, a força dos membros inferiores e da coluna. “Além do desenvolvimento da parte física, o ballet desenvolve e incentiva na criança a disciplina, concentração, força de vontade de atingir um objetivo e o “Estado de excelência”, pois os movimentos precisam ser perfeitos e bem executados”, complementa Gregorut.
Os benefícios da prática ainda se estendem na fase adulta com a disciplina e facilidade de concentração, além de um excelente alongamento, postura correta, força da musculatura lombar, abdominal e do CORE (musculatura que circunda a coluna).
Para Lucianne Murta, diretora da Lucianne Murta Escola de Ballet, que utiliza a metodologia da Royal Academy of Dance, conhecida no mundo há mais de 90 anos, é importante considerar que qualquer pessoa pode se beneficiar do estudo do ballet uma vez que o conteúdo das aulas é aplicado na criança como indivíduo. “Ensinamos também para crianças com necessidades especiais, como síndrome de down e deficiência auditiva, que com a ajuda da tecnologia conseguem acompanhar e se desenvolver na dança, além de serem exemplos para os outros pequenos aprenderem a lidar e respeitar o próximo”, explica Lucianne. 
Ao contrário do que muitos pensam, os benefícios desta prática advém de muito esforço físico. Não é a toa que pesquisadores da Universidade de Hertfordshire, no Reino Unido, garantiram que o ballet clássico é um exercício ainda mais completo que a natação. No estudo, eles compararam o desempenho de membros da academia Royal Ballet com o de nadadores da seleção olímpica britânica e os bailarinos apresentaram melhores resultados em sete das dez medidas de condicionamento físico analisadas, como equilíbrio psicológico, flexibilidade e equilíbrio corporal.
Além das vantagens para a saúde física, o Ballet proporciona ainda contato com a arte e música clássica, histórias, cenários e figurinos, com isso a criança ainda passa a trabalhar sua imaginação e a criatividade. ‘’Os exercícios desenvolvem também a musicalidade, algo essencial na vida de uma bailarina. Isso é uma oportunidade de enriquecimento e formação cultural’’, ressalta Lucianne.
Apesar de serem inúmeros os benefícios trazidos pelo estudo dessa dança clássica, é importante considerar que o prazer e a diversão ainda são os fatores mais relevantes. ‘’Sabemos que o ballet clássico exige muito dos alunos e fazer com que esses momentos sejam lúdicos e prazerosos para a criança também é nosso objetivo, pois o ballet precisa ser, acima de tudo, uma satisfação pessoal’’, finaliza Lucianne Murta.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!!

Outros Posts

Carregando...