Em outras praias

terça-feira, 4 de agosto de 2015

SMAM 2015: É possível voltar ao trabalho em tempo integral e seguir amamentando?

A SMAM - Semana Mundial de Aleitamento Materno é celebrada de 01 a 07 de Agosto em 120 países e o tema deste ano é "Amamentação e Trabalho: Para dar certo, o compromisso é de todos". Seguindo o tema, a  nossa leitora e amiga Marcela Feilhaber (@Lugaf) mandou esse texto sobre amamentação e volta ao trabalho. Sabemos que esse é um assunto delicado e ela relata como foi sua experiência bem sucedida com a Dalila. 

"Cada mãe tem uma experiência diferente com relação a amamentação e inclusive a experiência com um filho pode ser muito diferente da com o outro. Eu posso falar única e exclusivamente das minhas experiências .  E para a SMAM quero contribuir falando de aleitamento e a volta ao trabalho, no caso, do aleitamento da minha segunda filha.

Voltei ao trabalho quando Dalila tinha apenas 3 meses, foram algumas semanas de trabalho seguidas de um mês de férias e finalmente a temida volta em tempo integral quando ela completou 5 meses. Para me preparar comecei a fazer estoque de leite com um bomba automática, tive que provar 3 marcas até encontrar a que melhor funcionava, uma amiga me emprestou a Medela e conseguía  tirar bastante (+-100ml).  No início realmente sai pouco leite mas é importante não desistir que com o tempo e prática melhora. 

Como Dalila era pequena, durante minha ausência o leite era dado por mamadeira, eu não tentei que ela pegasse comigo, ela reclamou um pouco mas pegou a mamadeira com a babá quando eu não estava.  Acho que o que ajudou muito foi que ao chegar em casa voltávamos para amamentação em livre demanda, inclusive à noite já que fazemos cama compartilhada. A realidade é que pode existir uma certa compensação por parte do bebé quando a mãe passa o dia fora, este tende a mamar mais que o bebé que fica o dia todo com sua mãe mamando a livre demanda. Por isso a cama compartilhada me ajudou, me levantar várias vezes por noite para amamentar  seria cansativo demais.

Depois de alguns meses meu estoque acabou e eu não conseguia tirar o suficiente durante o dia para suprir o que ela tomava. Na minha ausência, ela tomava primeiro o LM que eu havia tirado na véspera e se sentisse fome depois tomava LA. Isso seguiu por um tempo até não precisar mais complementar com LA , já que maiorzinha ela comia bem e tomava suco. 

Depois que ela fez um ano deixei de tirar no trabalho, só dando de mamar quando estávamos juntas. Houveram muitas viagens a trabalho, nunca de mais de 5 dias, onde eu tirava leite de forma manual para não inflamar o seio e estimular a produção. Isso pra mim foi o mais complicado. A cada viagem senti a angustia dela desmamar na volta mas apesar de sempre ter algumas 
dificuldades no primeiro dia, ela terminava voltando a mamar normalmente. 

Dalila completa 2 anos no final de Agosto e seguimos com amamentação em livre demanda, não sei por mais quanto tempo e espero conseguir um desmame gradual, tranquilo e consensual. Não vou dizer que foi fácil o caminho que escolhi mas posso afirmar que é possível e muito gratificante, sinto muito orgulho de até onde conseguimos chegar.  

Para todas as mulheres que vão encarar a volta ao trabalho em breve: meu abraço e minha torcida! Amamentar é possível!" 

Marcela e Dalila 
Obrigada Marcela, pela confiança e por compartilhar a sua experiência com as leitoras!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!!

Outros Posts

Carregando...