Em outras praias

segunda-feira, 1 de junho de 2015

Dicas para reduzir riscos de acidentes no dia a dia







Estive na semana passada em um evento promovido pela Nebacetin. Foi um bate papo delicioso sobre a importancia do BRINCAR. 
É complicado pensar que devemos pensar que debates devem ser feitos a respeito deste tema. Mas é a nossa realidade que preza cada dia mais o trabalho, os afazeres fora de casa e menos tempo para criarmos com nossos filhos.
Criamos momentos e memórias!
E até quem sabe algumas marquinhas como lembranças. Mas nada sério né?

A Finestra Comunicações me enviou algumas dicas de proteção de acidentes, vou listá-las abaixo!

Na Rua

• Ensine a criança a respeitar os sinais de trânsito, atravessar a rua na faixa de pedestres e olhando para os dois lados.
• Menores de 10 anos não devem atravessar a rua sozinhos. É importante segurar os pequenos pelo pulso.
• Entradas de garagens, quintais sem muro ou estacionamentos não são seguros para brincadeiras.

No Trânsito

• Crianças com menos de 10 anos devem sentar no banco de trás do carro. Até os 7 anos, é importante usar cadeirinhas de segurança adequadas à idade e ao peso da criança. Sempre usar cinto de segurança.
• Não deixe a criança sozinha no carro, mesmo que o vidro esteja entreaberto.
• Ao contratar transporte escolar, busque referências e verifique a documentação do veículo e do motorista.

Nas Áreas de Lazer

• Escadas, sacadas e lajes não são lugares para brincar.
• No parquinho, verifique se os equipamentos são apropriados à idade da criança e fique atento a perigos como ferrugem, pregos expostos e superfícies instáveis.
• O piso deve absorver o impacto e ser de grama, emborrachado ou areia.
• Ensine regras de comportamento, como não empurrar, nem se amontoar.
• Empinar pipa só em lugares abertos, longe de fios elétricos e trânsito.
• Ensine a criança a usar capacete quando estiver de bicicleta, skate ou patins.
• Conheça as plantas de sua casa e remova as venenosas.

Na Piscina

• As crianças devem sempre ser supervisionadas por um adulto quando estiverem próximas de água.
• Instale cercas de isolamento na piscina com, no mínimo, 1,5m de altura, cadeados e travas.
• Evite brinquedos e outros atrativos próximos a piscinas e reservatórios de água.
• Boias e outros equipamentos infláveis passam uma falsa sensação de segurança. O ideal é que a criança use sempre um colete salva-vidas em embarcações ou na prática de esportes aquáticos.
• Ensine a criança a não brincar de empurrar, dar “caldo” dentro d'água ou simular que está se afogando.

No Quarto

• Crianças com menos de 6 anos não devem dormir em beliches. Se não houver escolha, coloque grades de proteção nas laterais.
• Nunca deixe um bebê sozinho em mesas, camas ou outros móveis, mesmo que seja por pouco tempo.
• As grades de proteção do berço devem estar fixas. O vão entre as grades não deve ter mais que 6 cm de distância.
• Remova do berço todos os brinquedos, travesseiros e objetos macios quando o bebê estiver dormindo.
• Certifique-se de que os brinquedos da criança são atóxicos e indicados à idade dela. Compre produtos com o selo do Inmetro.
• Inspecione os brinquedos regularmente em busca de danos.
• Brinquedos com correntes, tiras e cordas com mais de 15 cm devem ser evitados.
• Fique atento ao recall de brinquedos com problemas ou defeitos.
• Deixe o chão livre de objetos pequenos como botões, bolas de gude, moedas e tachinhas.

Na Sala

• Instale grades ou redes de proteção nas janelas, sacadas e mezaninos. As redes devem ter espaços de no máximo 6 cm.
• Use portões de segurança no topo e na base das escadas e, caso sejam abertas, instale redes de proteção.
• As tomadas devem estar protegidas por tampas apropriadas, esparadrapo, fita isolante ou mesmo cobertas por móveis.
• Mantenha camas, armários e outros móveis longe das janelas e cortinas e verifique se estão estáveis.
• Cuidado com as quinas dos móveis.

Na Cozinha

• Corte os alimentos em pedaços bem pequenos na hora de alimentar a criança.
• Não deixe fósforos, isqueiros e outras fontes de energia/ calor ao alcance dos pequenos.
• Mantenha a criança longe da cozinha e do fogão, principalmente durante o preparo das refeições.
• Cozinhe nas bocas de trás do fogão e sempre com os cabos das panelas virados para trás.
• Evite carregar as crianças no colo enquanto mexe em panelas no fogão ou manipula líquidos quentes.
• Não use toalhas de mesa compridas.

No Banheiro

• Cuidado com pisos escorregadios, coloque tapetes antiderrapante no piso e no box.
• Conserve a tampa do vaso sanitário fechada ou lacrada com dispositivo de segurança ou mantenha a porta do banheiro trancada.
• Nunca deixa a criança sozinha na banheira.
• Saiba quais produtos domésticos são tóxicos. Produtos comuns, como enxaguantes bucais, podem ser nocivos se a criança engolir em grande quantidade.
• Mantenha medicamentos trancados e nunca se refira a eles como 'doce'. Isto pode levar a criança a pensar que não é perigoso ou que é agradável de comer.

Na Área de Serviço

• Não deixe as crianças por perto quando estiver passando roupa, nem largue o ferro elétrico ligado sem vigilância.
• Mantenha cisternas, tonéis, poços e outros reservatórios domésticos trancados ou com proteção.
• Deixe os baldes com água no alto, longe do alcance das crianças, esvazie todos após o uso e guarde-os virados para baixo.
• Guarde todos os produtos de higiene e limpeza trancados, fora da vista e do alcance das crianças.
• Nunca deixe sacos plásticos ao alcance das crianças.


Fonte: Criança Segura Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!!

Outros Posts

Carregando...