Em outras praias

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Ah, que é isso! Elas estão descontroladas!



Semana passada foi a apresentação de final de ano da escola do Dudu. Foi em um teatro bem legal, com tudo muito bem organizado, foi uma festa bem bonita, para matar pais, mães e familiares de orgulho de seus respectivos pimpolhos. As crianças ensaiaram durante meses suas dancinhas e na hora se apresentaram (ou não) na frente de todos.

Eu nunca havia participado de uma festa dessas, pois a escola antiga não tinha nada desse tipo. Uma pena, porque é muito fofo ver as crianças dançando. Mas enfim, além de ser apresentada a esse tipo de apresentação, fui apresentada a uma nova modalidade de mãe: As mães da Educação Infantil. Oh.My.God! Gente, o que são essas mães? Gente descontrolada que chega gritando na porta do teatro, com a porcaria da fantasia na mão enchendo o saco de todo mundo (isso porque foi solicitado que as crianças fossem trocadas de casa), furando a fila de quem estava esperando pra entrar antes de quem chegou no horário, tirando foto de-cada-movimento que o filho faz. Ai gente, sério...

Confesso que não sou o ser humano a mãe mais sociável do mundo e só conheço algumas mães da sala do Dudu por causa das reuniões bimestrais. Vou lá na reunião, faço minha parte, sorrio e aceno (trazendo para a vida o lema da Ana Carolina). Não fico de tititi nem de mimimi, mesmo porque como eu quase não busco a criança na escola, não me envolvo, não participo de grupos do Whatsapp nem do Facebook, muito menos das festinhas infantis.

Aí começa a apresentação, cada sala entrava no palco com a professora e dançava. Aí começa a gritaria:

- Fulaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaano, olha aqui!!! (num teatro enorme)
- Fulanaaaaaaaa, mamãe te ama! Fulana, mamãe te ama! Fulana, mamãe te amaaaaaaaaaaaa.
- Ai como meu filho ta lindo. Olha lá, como meu filho tá lindo... olha... olhaa... Ownnnn, como tá lindoooooooooooo. (Meu sério, cala a boca.)
- Uhuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu, saudação estilo Big Brother, ensurdecendo as pessoas a volta.
- Fulanaaaaa (a criança nem tchum), fulanaaaa (a criança olhando pro nada), fulanaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa (a criança nervosa porque não sabe de onde vem o grito)

Vem ainda a pior parte, assim que acabou a apresentação pediram para todos ficarem nas suas cadeiras, que as salas seriam chamadas em ordem para que os pais pudessem pegar seus filhos na ponta do palco. Aí as belezudas levantam e saem correndo, fazendo uma montoeira desordenada, atrapalhando todo mundo que realmente precisa pegar seu filho no palco.

Menos né? É um local público, todo mundo quer ver seu filho dançar, óbvio, mas o lugar era um teatro super legal, dava pra todo mundo ver das suas cadeiras, quieto de preferência. Tenho saco pra isso não, boa educação definitivamente está caindo em desuso.

Respirando, respirando, sorrindo e acenando!!




2 comentários:

  1. essas pessoas são horríveis mesmo... quarta-feira é meu dia. você me inspirou a contar tb, hahahah

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha... semana que vem tem o meu post a respeito.
      Pq é bem surreal..
      Acho podíamos escrever um livro! ahahah

      Excluir

Agradecemos o seu comentário!!

Outros Posts

Carregando...