sexta-feira, 9 de maio de 2014

Já marcou a cesárea?

Tá que isto virou nos ultimos dias uma piada entre amigas grávidas, mas tem tanta coisa envolvida nesta pergunta.

No caso da brincadeira aquela velha briga entre mãe de cesárea e mãe de parto normal. Quando uma vê que não vai conseguir mudar o ponto de vista da outra vem com a pergunta: Já marcou a cesárea? E a outra responde: Já sabe como vai comer a placenta?

Mas, do meu ponto de vista, tem muito mais aí na pergunta do que uma via de nascimento.
Independente da forma que o bebê vai nascer, a mãe tem que estar preparada para ele. Não pode ter medo das suas escolhas, medo do que possa acontecer durante o parto, e ter confiança que independente da forma que seu filho vá nascer que ele vai estar bem. Sim, para mim, o importante é saber se ele vai estar bem, bem para eu poder dar uns agarrões e cheirar o cangote. <3

A família toda fica ansiosa. Deu 36 semanas de gestação e a ansiedade bate em todo mundo. A mala da maternidade, quem vai acompanhar até o hospital, o quarto/berço fica pronto, enxoval lavado, telefone do táxi, do médico, do hospital, de boa parte dos familiares e do papa. 

E começa a pergunta: para quando é? Quando nasce?
Criou-se na cabeça das pessoas que tem que ser agendado, que tem que ter data para todo mundo se organizar, marcar na agenda uma visita ao hospital, agendar a entrega de chocolates em casa, verificar se tem algum compromisso no dia do nascimento.
Isto me engasga.
Já fiz uma cesárea, não sei como este bebê que carrego vai nascer, mas isto me dá um nó na garganta que não sei explicar.
Eu não entendo a necessidade de agendar uma cesárea com antecedencia, as vezes de meses. 
Contei (acho eu), que na gravidez do JP o médico que ia falava que a partir de 36 semanas podíamos tirar o bebê, pois ele estava pronto. Mudei de médico, ele nasceu com quase 40 semanas, sem agendamento.
Esperei.
E esta é minha ideia agora, esperar.
Ou seja, vou passar as próximas 3/4 semanas falando que não sei que dia nasce.

E este negócio de perguntar para que dia é, não está só na cabeça dos adultos e suas agendas de compromissos, mas também dos adolescentes.
Conto aqui, o que acontece comigo na escola que trabalho.
Meus alunos perguntam de quantos meses estou, respondo que de 9 meses (37 semanas - já é nove meses!!), e vem seguido de duas perguntas:
- Nossa vai nascer na sala?
- Nossa vc já marcou?
Fora as variantes, vai ser cesárea né? Minha mãe falou que cesárea é melhor, vc já marcou a sua? Minha mãe quase morreu tentando parto normal do meu irmão. Minha vó....

Gente... teve um dia esta semana, que falei que poderiam me poupar das mortes, dos erros médicos, das indicações de cesárea que eles tem e que não vai nascer na sala. 

Concluindo depois deste monte de pontos frouxos, marcar a cesárea já virou um complemento aquelas perguntas chatas:
- Não vai namorar?
- Quando vão casar?
- E o filho quando vem?
- E o segundinho, terceirinho....?
- Já marcou a cesárea?

Não, não marquei. 
Deixa este bebê quietinho aqui, um dia ele nasce.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!!