segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Eu era uma péssima dona de casa... até me separar



O título do post, embora um pouco exagerado pra dar mais emoção, é a mais pura verdade. E eu me dei conta disso muito recentemente, ao me ver na cozinha cheia de panelas no fogo fazendo as refeições da semana do Dudu.

Oito anos atrás quando me casei eu fazia muito pouco em casa, o que eu aprendi foi graças ao meu ex-marido, que é um ótimo cozinheiro. Me virava bem, fazia o básico, sempre fiz as refeições do Dudu, nunca ninguém passou fome em casa. Mas nunca tive aquele amoooooor pra cozinhar, aquela vontaaaade, sabe comé?

A confissão do post é: Em oito anos - e em toda a minha vida, que fique claro - nunca tinha feito feijão. Não gosto de feijão, tenho medo de panela de pressão, graças a uma panela que explodiu na casa de mamãe. No entanto, fazia outras coisas usando a panela, sempre tendo o cuidado de cozinhar por menos tempo, nunca ficar na cozinha durante o cozimento e desligar o fogo até sair a pressão. E gritando desesperadamente caso eu achasse que a panela iria explodir. Nunquinha na vida eu abri a panela jogando água na tampa. Nunca e nunca vou fazer isso.

Mas aí veio a separação, a compra da minha casa e algo bateu aqui dentro: F*DEU. E agora? Agora nega, tive que me virar. Virei dona de casa. Aprendi a cozinhar decentemente, peguei receita de feijão na Internet (Beijo Google), aprendi novos temperos, novos sabores, novas receitas e estamos aí. Semanalmente estou lá na cozinha montando cardápio pro Eduardo, grande apreciador do feijãozinho da mamain. Tenho lido mais, me informado mais, aprendido mais.

Tenho também tido mais cuidado com a casa, com cada coisinha que compro para decorá-la, com as coisas que compro no mercado... sei lá o que aconteceu. Tá legal, to gostando dessa nova eu. Tá divertido cuidar da casa - embora eu afirme que nunca faria isso como ocupação principal porque amo trabalhar fora. Mas essa nova função adicionada ao meu currículo tem me deixado bastante satisfeita, tenho me sentido mais completa.

Sei lá vocês... sei lá eu... xá pra lá, vou ali assar uns bolinhos.


3 comentários:

  1. Pânico de cozinhar feijão!
    Segundo minha irmã o que será da geração do JP, pq a mãe não sabe fazer feijão e não irá ensiná-lo a fazer.
    Já disse que por mim ninguém comia feijão. #soudessas

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pensa que eu ainda não sinto pânico na hora de fazer o feijão? Mas né, Dudu não come de jeito nenhum sem o feijãozinho delícia da mamãe. Força! VAI DAR TUDO CERTO AMIGA!!

      Excluir
  2. Nossa que horror !
    Minha filha não come sem feijão.
    Coitadinha da criança, comer comida seca...só pq a mãe não gosta e não quer aprender a fazer pro filho...que com certeza iria amar.
    Egoísmo e relaxo definem.

    ResponderExcluir

Agradecemos o seu comentário!!