Em outras praias

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Como minimizar o medo do parto

Para minimizar o medo e a ansiedade tão comuns das gestantes e seus familiares, nada mais eficaz que a preparação para este momento tão especial. Conhecer os processos e saber o que esperar oferece confiança durante o parto. Quanto mais noções e referências a gestante tiver, mais segura e tranquila ela estará.
Procure cursos de preparação para o parto, leia bastante a respeito, assista filmes e documentários, converse com outras mulheres que já passaram pelo parto, com outras gestantes e claro, com a sua equipe médica. Pergunte muito, busque informações, seja curiosa!
Daqui
Apoio também é fundamental para que o temor seja aos poucos dissolvido ou completamente perdido. Busque a presença de um acompanhante que respeite os seus desejos, isso te dará força! E é de extrema importância que esta pessoa, na grande maioria o marido ou companheiro, receba as mesmas informações cruciais sobre o processo do parto e nascimento que a gestante.
Mas se mesmo após todo este processo de preparação a gestante ainda teme o parto é importante refletir, vasculhar dentro de si mesma para descobrir qual é a causa do medo. Faça as seguintes reflexões: Estou com medo de sentir dor? Será que não estou idealizando muito meu parto? Ou quem sabe meu medo é após o parto? Como vou cuidar de um bebê sozinha se nunca fiz isso? E a amamentação? Verifique também se não é um medo herdado de outras gerações. Se for o caso, busque ajuda profissional para ajudá-la neste processo de auto conhecimento.
Reconhecer o medo e identificar a ansiedade não é um trabalho fácil! Muitos podem ter sua origem em medos inconscientes, relacionados à sua própria experiência de nascimento e à ansiedade vivida por suas mães.
Convivendo com gestantes durante a minha profissão, percebi que o medo é desencadeado muitas vezes por idealizações do parto e a maternidade perfeita! A grávida visualiza tudo muito aprimorado, sem eventualidades, imprevistos, surpresas, pequenos acidentes e por qualquer situação não planejada ou idealizada, ou que fuja do seu controle e expectativas, gera um grande pesar, desanimo e desconsolo. Meu conselho é: escute a voz do seu corpo! Não existem regras de como parir, qual melhor posição, o local, em quanto tempo. Se você conhece todo o processo, liberte-se! Fuja do controle! Apenas sinta o que o seu corpo te pede, sem preconceitos, idealizações ou receios.
Não torne a sua gravidez estressante pelo excesso de preocupação em relação ao parto. Busque conhecimento e apoio e curta muito a sua gestação.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos o seu comentário!!

Outros Posts

Carregando...