quinta-feira, 13 de junho de 2013

O Namorado da Mamãe




Tudo começou com uma música inocente no caminho pra casa:

"Papagaio Louro do bico dourado, mande essa cartinha para o meu namorado"
"Mamãe, que é Namorado''?"
"Não sei filho, mamãe não tem namorado"
"Então a gente precisa comprar um namorado pra você"

Depois de quase bater o carro cair na risada e ficar me perguntando de onde essa criança tirou isso, eu parei  pra pensar o quão complexo é se arranjar nos dias de hoje. Se já tá difícil pra quem é solteira, imagina pra quem vem com bagagem? Imagine a moça se relacionando com um cara que nunca foi casado ou que não tem filhos, o cara chama a gatinha pra viajar e recebe um "Não posso, meu filho tá comigo esse final de semana",  se for um mané, o cara corre né? 

hipoteticamente você começa a se relacionar com um cara que tem filho e pensa "ai, legal, ele vive o mesmo que eu, vamos fazer isso dar certo" e PÁ, se depara com, se não bastasse o problema mútuo de agenda, que por si só já é complicado mas contornável, com um cara que teoricamente vive o mesmo que você, mas que tem preguiça da SUA condição, a de mãe com filhos. Sério pessoal, isso acontece e é mais comum do que se imagina. Não adianta ser COF COF bonita, legal, independente, cheirosa, boa praça, você tem bagagem e né? Não é o que o bonito necessariamente se orgulha de apresentar pra mamãe, você, mãe separada AND com filho(s).

E essa história de "perdi meu amor na balada" é coisa de viral da Nokia mesmo, porque sinceramente não conheço ninguém que achou seu amor por lá. Nas vezes que saí à noite desde que me separei, saí pra dançar e dar risada e não pra ficar fazendo joguinho de sedução. Não tenho saco nem idade, fora que as modernidades de hoje me irritam, esses moços todos vestidos do mesmo jeito, camisa apertadinha e golinha levantada, AI QUE PREGUIÇA!!!

O que sobra, redes sociais? Been there, done that.. Sei lá, desisti de pensar nisso. Acho que no fim das contas, Eduardo deu uma ideia que vai fazer o maior sucesso, a compra e venda de namorados. 




Ficarei rica, certeza, vocês não acham?


3 comentários:

  1. Esses filhos... além de nos fazer rir, eles tem ótimas ideias. Quem sabe não nasce um novo negócio de verdade? Vou ter que dar uma navegada por aqui, sem dúvida. Muito bom! Beijos, Gisa Hangai

    ResponderExcluir
  2. Ai meu pai!!! Vou contar: Achei meu marido na balada. E eu já tinha a Giovana e ele nem 1 papagaio pra sustentar...
    Milagres acontecem!!!!
    Beijosss Gata!!!

    ResponderExcluir

obrigada pelo comentário!