quinta-feira, 25 de abril de 2013

Carta de uma Patroa para sua Ajudante




Quando vi que as meninas do Loucura estavam falando sobre trabalho doméstico nesta semana, mais do que prontamente escrevi uma carta anônima para a minha ajudante, não para que ela leia, mas para que eu possa desabafar com vocês, caras leitoras. Para manter a responsabilidade jurídica da coisa, vamos chamá-la de Macabéa.

Querida Macabéa,

Super respeito seu trabalho, aprecio sua ajuda quase que diária, mas acredito que nossa relação está se desgastando. Você não me dá mais atenção, faz cara feia pra tudo o que eu falo, sempre chega atrasada e ainda pede pra sair mais cedo, isso quando falta e não avisa, não telefona, não manda nem um inbox. #chatiada

Maca, você tem deixado a desejar. Custa dar uma arrastadinha nos móveis pra limpar atrás? Custa passar o pano direitinho, passar E guardar a roupa limpa - e não deixar pendurada na maçaneta da porta -, limpar em cima da geladeira e o microondas sem que eu tenha que pedir explicitamente? Custa? Proatividade é muito bem vista no mercado de trabalho!! 

Você sempre toda a liberdade pra comer o que quisesse aqui em casa, mas será que isso realmente inclui comer TODOS os chocolates das crianças e o queijo branco do maridão? Sério, pode comer, pegar um pedaço, mas tudo? Tudo? Lombriga nessa idade? Não né, Dona Macabéa, isso é gula! E depois reclama que tá gorda e cansada demais pra limpar a casa, que aliás, não vai ficar menor, aceite.

Falando em comida, e a capacidade de acabar com os produtos de limpeza hein? Poxa vida, Macabea, essas coisas são caras! Pra mim é um mistério como você consegue acabar com um vidro de desengordurante em um só dia. Sério, você anda bebendo?

Lembra quando você manchou de cândida meu jeans novinho e ainda disse que não tinha sido você? Como não fia? Você que mexe com a roupa! E a cortina do quarto que apareceu com um buraco depois de ser passada? Traças alienígenas? Acho que não né? Que tal um pouco de sinceridade?

Agora com a PEC das Domésticas, vamos ter que reavaliar nossa relação, não vou conseguir mais bancar você, afinal, eu trabalho mas não sou milionária. Que tal quebrar menos minha louça, manchar menos minhas roupas, chegar sempre no horário e não fazer cara feia? Já ajuda e muito viu? O que você acha? Vamos renovar nossos votos de amor eterno? 

Eu estou disposta a mudar se você mudar, todo relacionamento é via de mão dupla! Ame-me ou deixe-me. Simples assim.

2 comentários:

obrigada pelo comentário!