quinta-feira, 28 de março de 2013

Mãe 24 horas

Fonte: Getty Images


Toda vez que eu vejo alguém que se autointitula "mãe 24 horas" pelo fato de cuidar exclusivamente da casa e dos filhos, me vem uma coisa na cabeça:

Eu também não sou mãe 24 horas?

Poxa, eu acordo 6 da manhã, geralmente com o Dudu me chamando lá do berço. Aí levanto, arrumo ele, me arrumo, arrumo malas e levo pra escola. No trabalho passo o dia pensando ou falando nele. Na hora do almoço geralmente saio pra comprar algo pra ele. A tarde saio correndo pra dar tempo de buscá-lo na escolinha, chego em casa, brinco, dou banho, troco, dou jantar, coloco nos Backyardigans, faço dormir e finalmente durmo por volta das 23:30 até o dia seguinte, quando tudo recomeça.

Super admiro quem se dedica inteiramente aos filhos, mas por uma infinidade de motivos tive que duplicar a jornada de trabalho. Podem dizer que é egoísmo, como já ouvi, que é terceirizar a educação dele, como também já ouvi, e mais um tanto de absurdos que ouvi e ouço desde antes dele nascer. Ninguém sabe da vida de ninguém, se a opção for ficar em casa ou trabalhar fora, não cabe a ninguém julgar o que o outro escolheu pra si. Não me dedico o suficiente ao meu filho? Como não?

Minha vida inteira é pautada nos interesses dele. O que eu faço, o que eu comprou, onde eu vou. E nem digo isso lamentando, minha vida é pautada nos interesses dele porque ele é a minha vida e eu me orgulho muito de poder fazer por ele o que meus pais fizeram e não puderam fazer por mim. Com um pouco de culpa, mas com a sensação de que estou fazendo a coisa certa.

E se isso não é ser mãe 24 horas, o que é então?


8 comentários:

  1. Sabe que sempre penso isso... /
    Não quer dizer que por trabalhar fora, não sou mãe 24horas

    ResponderExcluir
  2. Adorei.
    Ainda nao voltei a trabalhar fora, mas a minha delicia fica na escola e ja ouvi que sou egoista por deixa-la lá sendo que nao trabalho. (oi? nao?)
    Em casa a jornada é dura e eu admiro muuuuuito quem consgue realizar com louvor rsrs.
    por aqui as coisas sao divididas, o pai da MC e eu nos alternamos pra cuidar dela, nao acho justo acumular pra nenhum dos dois.
    E super concordo cm vc, alem de admirar, como ja disse, as maes que fazem jornada dupla, tripla, eu parabenizo vc.
    Viva as mamães :D

    ResponderExcluir
  3. Pois é. Muito difícil colocar isso na cabeça das pessoas! beijos!!

    ResponderExcluir
  4. Justíssimo Tauana!
    Não é pq vc não trabalha fora que não tem mil e outras atividades e não pode deixar a pequena na escola.
    Obrigada pelo comentário! Beijão!

    ResponderExcluir
  5. Claro que vc é mãe 24h, e das melhores, thata! Tb acho esse termo meio esquisito e não costumo usar porque toda mãe é mãe 24h, indepentente de trabalhar fora ou não! Como eu sempre digo, cada um tem a liberdade de encontrar a melhor saída, a melhor opcão p vida e para a família, indepentente de pitacos alheios. Eu digo que no momento fico em casa com eles, mas daqui a pouco posso querer um empreguinho ali, e vou continuar mae 24h e com carga maior ainda. Eu admiro pra caramba as mães que trabalham fora, ainda mais vc que eu sei que se vira nos 30 sozinha com dudu, sou sua fã ever!!! beijo querida

    ResponderExcluir
  6. Sabe que uma grande dúvida na minha vida em relação ao assunto ter filho é essa. Parar de trabalhar ou não?

    Mas conheço mães que trabalham e super abandonam os filhos, outras que não trabalham e também abandonam!!! e outras que trabalham e cuidam super bem dos filhos, que sabem que essa obrigação de cuidar/educar é dela, não de mais ninguém...

    então, cheguei a conclusão que ser uma boa mãe e cuidar bem dos filhos independe do fato de trabalhar ou não, ou de ficar do lado dos filhos 24 horas ou não... a dedicação vai bem além disso, né...



    Ainda não sei se vou ter filhos, e quanto/se tiver vou parar de trabalhar ou continuar, enquanto isso já vou parando o psicológico de qq maneira... rsrsrs


    beijossss

    ResponderExcluir
  7. Verdade Cy, ficar em casa ou trabalhar não é questão de certo ou errado, ambos têm seus ônus e bônus. O que todo mundo concorda é que dá um trabalho do cão administrar tudo e que não é fácil!
    Beijo sua linda!

    ResponderExcluir
  8. Camila, eu achava que não conseguiria encaixar um filho na minha vida pq sempre vivi nessa loucura de trabalho full time, pensava como iria criar um filho nessa loucura? Um dia o "sininho da maternidade" tocou e eu fiz acontecer.
    Tudo tem seu tempo certo e se um dia você decidir que quer ter filhos, você também vai saber tomar a decisão certa, tenho certeza disso!
    Um beijão!!

    ResponderExcluir

Agradecemos o seu comentário!!