terça-feira, 12 de março de 2013

A maternidade enlouquece



Sabemos que a maternidade traz diversos benefícios à saúde da mulher. Entretanto, é tabu, não se menciona, não se pesquisa, nada se comprova, mas a maternidade enlouquece.
Tudo começa com a transformação do corpo: que ser humano passa incólume por tamanha transformação física e psicológica, como a que a gestação e o pós-parto fazem no corpo e na mente da mãe?
Depois vêm as noites mal dormidas. E infelizmente estudos comprovam que a privação do sono pode causar males à saúde de um indivíduo. A mãe passa meses tendo como auge do descanso 3 ou 4 horas de sono ininterrupto. E mesmo quando o bebê passa a dormir a noite toda, a mãe se levanta para conferir a respiração, a fralda, o cobertor.
Daí para a transgressão da rotina familiar é um piscar de olhos. E surge a nobre tentativa de se colocar ordem aos caos que se tornou a vida da mulher depois da maternidade. Em vão.
Conta-se até 10, 100, 1000. Buscam-se novas formas de controlar a tensão, até que um objeto é lançado contra a parede, um berro é desferido.
Perdemos a paciência, a hora, as coisas, esquecemo-nos de datas, de compromissos.
Mas você era uma pessoa ajuizada antes de ser mãe!
Você sabia onde estavam as chaves, até ter filhos. Você saía de casa na primeira tentativa, até parir.
Agora você canta música infantil no carro quando está sozinha, corre de biquíni pela praia atrás de uma bola sem cobrir os pneuzinhos com uma saída de banho. Você sai de casa suja de papinha e nem percebe, vai ao mercado com uma xuxa do meio da cabeça e só percebe o adereço na volta para casa.
Sua bolsa tem mais brinquedos e chupetas do que dinheiro e batom.
Você chacoalha o bebê mesmo quando ele já está no berço.
É, colega, você certamente enlouqueceu!
E cometerá as maiores loucuras por essa criatura a quem você chama de filho.

5 comentários:

  1. ahahahhahaahahahaha
    Saí de casa suja de papinha e não percebe, sua bolsa tem mais brinquedos do que batom é oteeeeeema!
    Percebi que na minha bolsa tem apenas minha carteira, o resto, bom o resto é da Clara.
    Beijos,
    Paola

    ResponderExcluir
  2. kkkkkkkkkkkkkk, sem dúvida alguma a maternidade enlouquece. Essa de cantar as músicas infantis mesmo quando está sozinha é de doer, mas realmente acontece... kkkkkkkkkkkkkkk.


    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  3. Mi sempre impecável nos textos!
    Adoro demais!
    E me reconhece em todos os itens... quem nunca?
    beijos
    Lele

    ResponderExcluir
  4. Pura verdade!Semana passada estava louquinha! Aff
    Não gosto, quero dar o melhor de mim...mas tem hora que não dá!

    ResponderExcluir

obrigada pelo comentário!