terça-feira, 2 de outubro de 2012

O pediatra do Felipe - Um anjo em nossas vidas.

Quando eu engravidei fui atrás de um GO, lógico, mas pela minha cabeça NUNCA me passou a idéia de que eu precisaria de um pediatra.
Quando Felipe nasceu eu não tinha pediatra!

A que nos atendeu na maternidade eu odiei, não nos deu atenção, era muito seca, enfim, não rolou quimica. Então uma prima minha estava grávida me passou o contato de uma que ela tinha conhecido e gostado. Lá fui eu consultar com a Dra. Carla, uma riponga faladeira, atenciosa com o bebê, mas muito "dramática" pro meu gosto. O Fe tinha 7 dias, eu mãe de primeira viagem, insegura, meu filho magrelo e com ictericia, imaginem, DEU MERDA. Sai desesperada do consultório, de acordo com ela a ictericia do Fe era grave, por que ele pesava pouco e blábláblá, dai veio com a história de eu dar LM na seringa por que ele estava "fraco" pra sugar. Enfim, 4 dias depois não consegui marcar a reconsulta com a doida, acabei despedindo ela e fazendo tudo do meu jeito.

Nessa busca por um bom pediatra, uma outra parente minha surgiu com a Dra Mariza, super profissional, falava termos que só Deus entendia, mas me deixou super tranquila quanto as coisas que a outra havia me apavorado, me assegurou que eu estava fazendo tudo certo, super apoiava a amamentação e tals. Eu não tinha amado ela, mas achei ela com uma boa postura, então servia. Mas o bicho pegou o dia que o Felipe com seus quase 2 meses passou dois dias chorando e ela não atendia o celular, a secretária dela NÃO PODIA passar as ligações, eu já estava p*** da vida, despedi essa também no mesmo dia em que a tia do Ju conseguiu um encaixe com o pediatra do neto dela.

A minha intenção era fazer uma consulta apenas com o Dr. Vicente, e depois procurar algum outro médico com mais calma, eu não sei por que, mas eu queria UMA pediatra, mas nas circunstâncias daquele momento eu não tinha opção, então lá fomos nós.

Chegamos na clinica na hora marcada, o pediatra atrasado, eu já estava louca da vida, estava decidia, havia odiado aquele homem sem ao menos conhece-lo, até que finalmente nos chamaram.

Chegamos numa sala que não parecia sala de um pediatra, eu fiquei meio assim quando vi aquele senhor entrar pela porta. Um sorriso aconchegante, uma voz tranquilizadora. Nos atendeu por +/- 1 hora, sem pressa, me acalmou, tirou duvida, instruiu, mostrou preocupação e muito cuidado pelo meu bebê. E eu? Adorei. Depois da consulta, eu entendi o atraso dele não como desrepeito a nós, mas como consideração, em não atender 1 paciente a cada 15 minutos, o que me deixaria frustada.

Já era dezembro, a gente ia viajar e ele nos deixou confiantes, afirmou que ele estaria disponível a qualquer hora, independente do dia, nos passou seus telefones, celular, casa... e ENTÃO ELE GANHOU MEU CORAÇÃO!

Nas consultas seguintes ele sempre nos deixou muito a vontade, sempre foi muito atencioso e realmente, sempre atendeu todas as minhas ligações.

A maneira dele nos mostrar o caminho certo é muito tranquila, ele é muito calmo - o que no meu caso MÃE DESESPERADA é muito importante.

Outra coisa que gostei muito dele é o fato dele ser todo "natural" medicamentos ele só receita em casos extremos, e um de cada vez. Nada de entupir a criança com mil medicamentes se não há necessidade. Antibióticos, corticoide, etc? Em ultimo caso. E o Felipe, graças a Deus sempre melhorou com as instruções dadas por ele.

Hoje eu já me acostumei em entender o "normal", pra ele tudo é normal.

- Não dorme uma ou outra noite, normal!

- Não quer comer, normal!

- Tá loco, pirado, fazendo escarceu? Normal também.

Eu mudei meus conceitos de maternidade depois que eu o conheci.

É como ele me falou um dia, bebês estão conhecendo o mundo, se adaptando ao exterior, não é fácil para nós? Imagine para eles!

Quando o Fe tinha pouco mais de 4 meses ele caiu da cama.

A minha reação foi ligar em seguida para o pediatra. Observem a conversa:

Eu aos prantos: Doutor, o Felipe tem 4 meses e caiu da cama...

Ele: Hum? Tá... - traduzindo: Tá e dai? Acontece, é normal, relaxa!

Eu confusa: Mas Dr. ele chorou muito, acalmou no peito, mas eu tô com medo, posso leva-lo ele ai?

Ele: Dina, ele vomitou? Se não, não precisa traze-lo. Observe, veja, se as pupilas não dilataram, se ele não ficar extremamente sonolento é por que ele está bem.

Eu toda perdida: Ele tá com sono, mas é hora da soneca, por quantas horas preciso mante-lo acordado?

Ele, ainda com toda calma do mundo: Deixa o menino dormir, observe apenas, se ele dormir por mais de 3 horas ai acorde-o e me ligue novamente. Tá bom?

E Eu já sem opção: Tá, obrigada, um beijo.

Esse foi o primeiro susto, outros vieram junto com ligações inoportunas e estéricas, e ele sempre calmo, paciente e educado me instruiu, me acalmou.

Eu acho isso importante. Um pediatra que está ali sempre, pra qualquer desespero seu.

O Dr. Vicente sempre nos deixou seguros, nunca se impos como "médico", sempre nos deu opções. Eu nem sempre as segui, mas sempre me senti segura nas decisões que tomei junto dele.

Dia de consulta com o tio Vicente é só alegria, o Felipe chorou com ele uma única consulta, e nunca mais, sempre foi muito bem tratado, mesmo quando insiste em resmungar diretamente no estetoscópio.

Final de consulta e lá vamos nós, saimos da sala do pediatra satisfeitos, Felipe, agora com bala na mão, e mandando mil beijos.

E com vcs? Como é a relação com o pedi?
Foi amor a primeira vista?

6 comentários:

  1. Dina,

    assino embaixo tudo o que você escreveu. Agradeço todos os dias pelo Vicente em nossas vidas. Sempre disposto, atencioso, educado e sempre muito carinhoso com os pais e as crianças.
    Esqueceu de mencionar os olhinhos lindos azuis dele que passam uma tranquilidade absurda.
    beijocas

    ResponderExcluir
  2. Afff Amo o Dr Vicente. 
    A primeira pediatra das minhas filhas era boa, mas mudou de endereço para muito longe, e era meio cheia de si, dona sabe tudo. 
    Mas Dr Vicente é um anjo, um doce de pessoa. e aquela calma toda? Ele é demais!!!!

    ResponderExcluir
  3. Quem ñ ama o tio Vicente hahaha
    Um anjo mesmo, bjs

    ResponderExcluir
  4. Sim, tem mt mais a dizer né Fla?
    Só a gente sabe, bjssss

    ResponderExcluir

obrigada pelo comentário!