segunda-feira, 9 de julho de 2012

Convidada especial - Mãe e Consultora Familiar

As coisas na minha vida eram extremamente planejadas mas, aprendi que nada acontece exatamente como a gente quer. Quando saí do colégio, passei no vestibular para a Universidade Federal, como planejado e ingressei orgulhosa no curso de Ciências Biológicas. Cursei com animação, encantada com o desenvolvimento dos organismos e me apaixonei pela genética clínica.
No entanto, ao me formar, já casada, me senti perdida. A vida foi me levando para outras cidades, outros trabalhos e o mercado disponível para biólogos não me atraía, embora a matéria fosse fascinante.
Em 2008 nasceu minha primeira princesa, Helena. E ela me deu um bocado de trabalho. Estávamos morando a 2000 km da família e tive que aprender a me virar sozinha. A pequena tinha crises de cólica homéricas e chorava até as 7 da manhã! SOCORRO!!!!!! Com isso, acostumei-a no colo para aquecer a barriguinha e logo ela só dormia depois de 40 minutos de sacolejos. Tinha que ficar com ela no colo até ela ferrar no sono porque de outra forma ela acordava na hora que eu colocava no berço e começava tudo de novo. Em pouco tempo eu tinha virado um zumbi e minha coluna estava em frangalhos.
Foi então que pensei: Tem que ter um jeito mais fácil de fazer isso. Afinal, as mães antigamente davam conta da casa e meia dúzia de filhos em escadinha, né? Onde estou errando?
Comecei minha pesquisa. Comprei livros na Amazon.com, corri livrarias, analisei vídeos e textos na internet. Depois de tudo isso, resolvi ensinar a pequena a dormir sozinha. Hoje vejo que fui mais radical do que precisava mas, em três dias ela dormia lindamente em seu bercinho, acordando apenas uma vez por noite para mamar e passava o dia todo feliz, sorrindo.
Os amigos ficaram espantados e perguntavam o segredo. Quando eu dizia: vou colocar Helena na cama, e voltava em 5 minutos, todos caíam para trás.
Resolvi que para ser mãe era necessário estudar, buscar informações e continuei assim. Qualquer crise, eu corri para os livros, lia 10 teorias e escolhia a que achava melhor para minha família. Muitas vezes reunia mais de uma. E Helena foi crescendo obediente e tranquila. As pessoas que acompanharam a mudança começaram a pedir dicas, ajuda. Conforme eu falava sobre o que eu tinha lido, as pessoas contavam como tinha funcionado e comecei a ver que aquilo me empolgava, eu me sentia mais forte.
Assim nasceu o Sosseguinho! No começo, de forma informal, meio tímida. Eu ainda não me sentia segura para caminhar com as próprias pernas.
Em 2010, num susto (embora a gravidez fosse planejada), chegaram as gêmeas Iris e Flora. Com elas as coisas transcorreram de forma mais calma. Eu estava mais madura, informada. Desde que saíram da UTI (prematuras), elas tinham rotina, horários definidos para que eu conseguisse dar conta de amamentar as duas exclusivamente e ainda cuidar da Helena. Quando elas cresceram um pouco mais, tive uma onda de atendimentos e eles me deixavam tão felizes! Ver aquelas famílias melhorando de vida, seus vínculos e relacionamentos melhorando era extraordinário.
Foi então que decidi. Ia tornar-me uma consultora. Conversei com meu marido, que me deu o maior apoio, e montei o site www.sosseguinho.com.br .
Hoje presto atendimento presencial ou online a famílias, dou palestras e estou montando um curso para pais a ser oferecido no segundo semestre. Deixei a vida me levar e resolvi mudar de rumo definitivamente. A biologia ainda me ajuda com os conhecimentos de genética, fisiologia, desenvolvimento que obtive e, agora, estou cursando pós-graduação em Psicopedagogia e aprofundando meus conhecimentos em psicologia e pedagogia.
Hoje sei que isso tudo já estava dentro de mim. Desde que era uma mocinha, já sabia que meu sonho era ser mãe. Eu não dizia isso, porque fui criada para ser uma profissional de sucesso e as duas coisas não me pareciam compatíveis. Mas hoje encontrei a profissão perfeita. Sou mãe e ajudo outros pais e mães e viverem de forma mais tranquila.
O futuro? A vida é que sabe, né? - http://tresprincesinhas.blogspot.com

2 comentários:

  1. Acho muito legal o quanto a maternidade desenvolveu vocações e novas profissões para tantas mulheres!! Parabéns!! Vou já conhecer seu site!! ;)

    ResponderExcluir
  2. Caramba, que delícia!
    Adorei o post. Espero que faça muito sucesso nesse novo caminho. 
    BeijosChrishttp://inventandocomamamae.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

obrigada pelo comentário!