quarta-feira, 13 de junho de 2012

Como esquentar o relacionamento depois do nascimento dos filhos? Traga o tarja preta...

*Este texto faz parte da Blogagem Coletiva proposta por Mulher e Mãe


           Esquentar, não deixar sentir frio? Ah não, já entendi a ideia é outra. 
           Traga o tarja preta então...


Fiquei pensando quais são as táticas de guerra para reacender a chama do relacionamento. Infelizmente não sei. A única coisa que funcionou e funciona até hoje no meu relacionamento é uma boa conversa, um bom carinho. O que se resume em tanto eu quanto ele querermos fazer dar certo, querer que flua o relacionamento.


Logo após o nascimento do meu filho tive dpp (depressão pós-parto) e foi uma longa caminhada para reencontrar a minha vida pré-filhos. Eu transferi muito da culpa que sentia para meu marido e acabei deixando tudo de lado. Quando comecei a me tratar, a enxergar minha vida novamente, tive que correr atrás de uma série de coisas que nem dava conta que deixei para trás. 


Uma das coisas que minha psicóloga me dizia era que eu precisava relembrar o que me fez apaixonar pelo meu marido, que coisas faziam lembrar a vontade de querer ficar com ele. Não foi difícil. Aos poucos, cada um dos bons momentos que passamos juntos trazia uma lembrança agradável e eu fui tentando reviver. 


Quando demos nosso primeiro beijo o motivo foi uma bala. Veja bem, quer coisa mais simples que uma bala? O que eu fiz? Comprei um saco de bala e ofereci uma para ele. Felizmente, ele estava interessado em reviver aquilo de novo. Foi o primeiro passo. 


Outros passos vieram e hoje sempre que a peteca começa a cair, sempre tento lembrar de algo que foi importante para nós ou de algo novo que eu possa fazer de forma simples e carinhosa com ele. 


O que é preciso é amar, querer amar, deixar-se amar.


Um comentário:

obrigada pelo comentário!