terça-feira, 22 de maio de 2012

Separar o lixo? Eu?


Quando se fala em preservar o meio ambiente muita gente vira o nariz e fala que dá trabalho, que não é fácil, que isso é pra quem tem tempo, que não dá para ser ecologicamente correto pq é caro, pq só eu tô preocupado com isto e ninguém mais liga.

Veja bem, concordo com muito disto. Mas se eu não fizer minha parte quem o fará? Se eu não começar com pequenas atitudes no cotidiano quem o fará?
Por exemplo, o acordo para tirar de circulação as sacolinhas causou uma grande guerra entre os favoráveis e os contras. Entre argumentos foi que não resolve pq as embalagens plásticas estão em outros produtos e q vamos continuar colocando o lixo em sacos plásticos.

O que ninguém percebe que é apenas um começo da mudança (ao meu ver). Se vc não leva a sacolinha plástica, vc arruma um outro meio de jogar seu lixo fora. Eu não comecei a comprar saco de lixo.


Vc trás caixas para casa não é? O que custa usar uma caixa para colocar os recicláveis e na outra colocar os que não são recicláveis?
Nada né? Pq vc não precisa separar todo o lixo de acordo com a classificação da reciclagem. Separar entre reciclável e não reciclável já é o suficiente.

Ah, mas aí vem aquele papo, eu separo e o caminhão passa e leva embora tudo junto. Então agora vamos por partes.
Se não tem coleta seletiva na sua rua, então o jeito é procurar um local correto para reciclagem, pode ser no mercado, na igreja ou num eco-ponto. Não é difícil, questão de organização.
Se tem coleta seletiva na sua rua ou no seu prédio é só colaborar separando né?

E para as crianças sempre é mais fácil. Elas aprendem pelo exemplo e colocam o lixo onde são orientadas pela  família, então oriente-a corretamente desde pequena. Da mesma forma que não é para jogar papel no chão na rua, o papel tem o lixo certo para ser colocado.


Levante-se e vamos por em prática??????????

Imagens Google/Pinterest

Nenhum comentário:

Postar um comentário

obrigada pelo comentário!