quinta-feira, 19 de abril de 2012

Mãe de última categoria

Acho que ás vezes sou uma mãe de quinta categoria.

Não tive parto normal humanizado ou sem humanidade. Fiz uma cesárea.

Não amamento até hoje meu filho, chorei muito por não ter amamentado por mais tempo.

Não fico o dia inteiro com meu filho, trabalho fora.

Não dei só comida orgânica pro meu filho, não usei sling, uso fralda descartável e papinha industrializada.

É um saco ficar chutando animal morto? É sim.

Sou um animal fraco e acuado, que se rende!

Rendo-me por ter sido fraca e não ter esperado o PN e ter feito uma cesárea e dois dias depois já estava subindo e descendo escada.

Rendo-me por ter parado de amamentar. Tentei, senti dor, chorei e quando estava tudo certo, surge um castigo: acaba-se o leite e o bebê chora de fome.

Rendo-me por ter que voltar a trabalhar e não ter abandonado o emprego para ser mãe em período integral. Rendo-me também por não querer abrir mão de um pouco de “luxo” e por isso ter continuado a trabalhar.

Rendo-me por não ter procurado só comprar ingredientes orgânicos para papinha e não ter feito shantala todos os dias depois do banho do bebê.

Rendo-me por ter chorado quando meu filho quebrou um vaso lindo ao invés de ter ficado feliz que ele estava desbravando sua própria casa.

Rendo-me por todos os meus erros.


E já aviso que não sei se poderei evitar meus próximos erros e ser uma mãe perfeita!



Post originalmente publicado no Uma mãe e muita coisa...

14 comentários:

  1. Continuando seu texto...


    "Rendo-me por ter feito 3 cesarianas (to 'pior' que você)...
    E por amarrar as crias no sling enquanto tinha que estudar...
    E por levar os bebês para o meu trabalho (sou lojista) já que só ficava no máximo 4 meses de licença maternidade...

    Rendo-me por não ter parado minha vida e ser mãe em tempo integral, sinceramente, desconheço essa expressão...
    E também sou culpada por sempre precisar de uma babá para as crias!

    Mas, acima de tudo, rendo-me aos meus filhos
    Porque apesar das minhas desventuras maternas
    não consigo ficar indiferente a eles
    E por incrível que pareça, a recíproca é verdadeira"

    De um jeito ou de outro erramos, fazemos escolhas equivocadas e uma parte de nós fica em pânico 'Mas ela consegue se uma mãe tão melhor que eu...' e aí a outra parte (a parte que não é tão insana) nos diz 'Calma, vc ta no caminho certo, olha como seus filhos são lindos e felizes... e olha, eles te amam do jeitinho que vc é'

    Lindo texto, parabéns

    ResponderExcluir
  2. Amei o texto, rendo-me por todas essas coisas,  Mas não me rendo por não ser a mãe perfeita, por que eu sou, a mãe perfeita quando meu filho sorri pra mim, quando ele me abraça forte, quando ele fica feliz com um passeio ou presente Novo, e eu sei que to fazendo tudo certo, apesar das criticas e do padrão de mãe, criado por algém que não tinha mais nada a fazer na vida, sei que cada dia de trabalho é pelo meu filho, cada dia que ele não mamou no meu peito depois dos 4 meses, foi pra que ele tivesse a boa comida e o essencial e o luxo que tem dentro de casa, A cesariana que fiz, foi pela escolha de não correr o risco de tirá-lo a forceps e prejudicá-lo. Rendo-me as minhas alegrias de ser a mãe do Davi, gostem, concordem ou não as tais Mães Perfeitas.

    Bjussssssssssssss

    ResponderExcluir
  3. Lindo texto...super me identifiquei com ele!

    também me rendo!!!

    bj

    ResponderExcluir
  4. Tem certeza que não fui eu quem escreveu esse texto?
    Muito bonito e verdadeiro, parabéns!!

    ResponderExcluir
  5. Adorei como sempre Ana!

    E digo mais: não amamento Ellis até hoje e não me sinto nem um pouco culpada!

    ResponderExcluir
  6. Muito legal o blog de vocês!
    Faço parte de um com uma proposta parecida, várias mães falando de tudo...rs
    Se quiserem nos fazer uma bisitinha
    http://www.bigmothernsbrasilia.com/ 

    Bjos

    ResponderExcluir
  7. Ah, tenho certeza de que tbm sou uma mãe de quinta,(ainda mais que esta semana a sogra tá aqui em casa! El faz questão de mostrar isso!) mas nem ligo, meu filho me ama, é saudável feliz e lindo! Me basta!!!

    Amei o post!

    ResponderExcluir
  8. Olha, tem dias que eu nem acho q dou conta em ser uma boa mãe... mas ainda bem que é só ás vezes... 
    Se nossos pequenos estão felizes e nos amam tá tudo certo!!!
    Beijos,
    Ana Carolina

    ResponderExcluir
  9. Então acho q me culpei mais pq qdo tava dando tudo certo meu leite sumiu, senti como se fosse um castigo... mas tudo bem, já superei, se um dia eu tiver outro amamento até o final da faculdade #not

    BEijos,
    Ana Carolina

    ResponderExcluir
  10. Obrigada pelo comentário!!
    Beijos,
    Ana Carolina

    ResponderExcluir
  11. Adorei Jackeline!!
    A gente pode ser perfeita em muitas situações né?
    Obrigada pelo comentário...

    Beijos,
    Ana Carolina

    ResponderExcluir
  12. Super amei!!!
    Nossa fiquei emocionada!!!!
    Obrigada pelo comentário lindo!
    Beijos, 
    Ana Carolina

    ResponderExcluir
  13. Obrigada pela visita!!!
    Vamos fazer uma visita para vcs!!

    Beijos,
    Ana Carolina

    ResponderExcluir

obrigada pelo comentário!