terça-feira, 3 de abril de 2012

Eu que sou a mãe!!!!



                Dificilmente tento interferir na vida das pessoas, não fico dando palpite se não sou chamada. Já fiz muito disto e sinceramente não resolveu. Não ajudou em nada a pessoa e ainda assim saí com a errada na maior parte das vezes.
                 Aprendi com o tempo e criando o meu filho que não dou opinião onde não sou chamada. Que antes de oferecer alguma coisa para outra criança pergunto primeiro para mãe e dificilmente chamo a atenção de criança fazendo algo errado, pq afinal de contas esta criança tem responsável para isso.
                 Sabe, eu não ofereço doce pro filho dos outros, então não quero que ofereçam doce pro meu filho. Isto não quer dizer que prive meu filho dos doces, ele come, mas quem decide sobre isso sou eu (pelo menos por enquanto).
                Porém tem gente que não tem simancol para inúmeras situações. Oh, eu que sou a mãe!!
                Quer outro exemplo? Eu não supoooooooooooooooorto do fundo do meu coração música sertaneja/pagode*, porém não saio por aí recriminando quem gosta e muito menos fico falando para pessoa desligar sua música. Me incomoda e eu mudo de ambiente, não vou a locais que toquem e por aí vai. Aí vem e ensinam pro meu filho essas músicas de modinha pro meu filho. Sério: eu já fiz isso algo errado pra você?
                 E outro dia que meu filho começou a falar do Ben 10, um desenho que considero muito violento e inadequado para ele. Perguntei onde ele assistiu e ele disse foi na escola. O que eu fiz? Mandei um email para coordenadora questionando pq uma criança de 2 anos e meio estava assistindo um desenho não destes. Resolvemos o problema. Pq para mim é um problema.
                 Não faça isso com meu filho. Eu sei que é difícil não se render aos modismos, mas não faça isso com meu filho.
                 Aprender as respeitar os limites que a família tem dentro de casa é a chave para uma convivência pacífica.






*Não gosto e não quer dizer que seja ruim, gosto pessoal apenas.
Imagens Google

22 comentários:

  1. Aqui eu faço 'ouvido de mercador' para comentários gerais e bobos, mas de vez em quando dou uns foras em quem merece. Confesso que depois de 10 anos de maternidade aprendi a distinguir (quase sempre) uma crítica maldosa de uma crítica que é (ou tenta ser) construtiva. Sou daquelas que gosta de trocar figurinhas c/ mãe mais experientes, mas isso não indica que vou seguir o conselho. Vivo de olho nas influências externas que as crias recebem e na base da conversa tento mostrar a eles que 'não é por aí'.

    Já não dou a mínima p/ quem quer aparecer como mamãe-sabe-tudo... e só me irrito quando querem se meter no meu quadrado rsrsrs
    Cuidar de meus filhos é tarefa minha, amo aquele trio ao extremo e não confio essa tarefa aos outros. Sei o que é melhor para eles e posso até errar, mas erro com a responsabilidade de tentar acertar.
    Ah, meu mais velho é o Ben, não 10, é meu Benjamin!

    ResponderExcluir
  2. Perfeito! Se cada um cuidasse única e exclusivamente da sua família, não teríamos tantos problemas!
    Aff, quando as pessoas vão aprender?

    ResponderExcluir
  3. Como sempre arrasando nos seus textos hein Anacarolinaqui!
    Eu também não gosto de várias coisas , e deixo meus filhos fazerem outras que muitas mães podem consideram inadequado para idade deles, mais quem sabe medir oque é certo ou errado? Considero que só a mãe mesmo que esta ali o tempo todo, que sente a realidade da familia para definir isso né. Não critico para não ser criticada ( apesar de ser) e mesmo porque minha vida já basta, ja me dá muito trabalho, não quero a responsabilidade da vida de mais ninguém.
    Bjo

    Michelle Imilio

    ResponderExcluir
  4. tá certo Ana, é assim msm, cada um que cuide da sua vida e de seu filho!

    ResponderExcluir
  5. Sem pentelhar a vida alheia!!!
    Beijos,
    Ana Carolina

    ResponderExcluir
  6. Mesmo a gente de boca fechada ainda escuta cada coisa...
    Beijos,Ana Carolina

    ResponderExcluir
  7. Quando levarem um Raduken no meio da orelha!
    Beijos,Ana Carolina

    ResponderExcluir
  8. Para mim quem acha que sabe tudo e tá certo sempre não é bom da cabeça...
    Beijos,Ana Carolina

    ResponderExcluir
  9. Ana, concordo 100%. Cd um cria como acha melhor, mas daí a achar q todo mundo tem q criar igual tem um abismo, ne??
    Eu respeito os outros e seus filhos, por isso tb quero ser respeitada!
    Bjs
    Carol

    ResponderExcluir
  10. Ana, concordo 100%. Cd um cria como acha melhor, mas daí a achar q todo mundo tem q criar igual tem um abismo, ne??
    Eu respeito os outros e seus filhos, por isso tb quero ser respeitada!
    Bjs
    Carol

    ResponderExcluir
  11. Ótimo texto! E quanta coisa não gosto! Chamar a atenção do meu filho como se eu não estivesse vendo o q ele esta fazendo e uó! Moorrro de raiva. Dar doces, querer ensinar algumas coisas.. acho q todas passam por isso mesmo. Outra coisa q não gosto tbm é q fiquem descrevendo sobre como ele é ou não é... quer pessoa melhor pra saber como ele é do q eu??? Tenha dó né? rsrs

    Beijo

    ResponderExcluir
  12. Já disse e repito: amei!!! isso aí!! cada um cuidando da sua cria!!! beijos

    ResponderExcluir
  13. Tem meu total apoio.
    Menina, não sofro muito disso diariamente. Em compensação nas férias, a família se reúne pra recuperar o tempo perdido. E adivinhe: tenho a fama de fresca. Amooo. (só que não)

    Beijo

    ResponderExcluir
  14. Também tenho fama de fresca, chata, exigente demais... nem ligo mais.
    Beijos,
    Ana Carolina

    ResponderExcluir
  15. Obrigada pelo comentário!
    Beijos,
    Ana Carolina

    ResponderExcluir
  16. Obrigada pelo comentário,
    Beijos
    Ana Carolina

    ResponderExcluir
  17. Concordo plenamente amiga! Acho que as pessoas deviam sim respeitar o que as mães querem> Quando dizem: "ahhhh não tem nada demais, deixa ele" Fico p... e digo que a minha mãe falava que quando eu fosse mãe eu faria o que quisesse com meu filho então chegou minha vez, o filho é meu quem manda sou eu! E quer saber? Se você quer fazer algo com meu filho pergunte pra mim, ou então faça um filho pra vc mandar sozinha! kkk

    ResponderExcluir
  18. Concordo plenamente!!!
    Beijos,
    Ana Carolina

    ResponderExcluir

obrigada pelo comentário!