segunda-feira, 9 de abril de 2012

Convidadas: O lugar é meu e ninguém tasca!


Esse texto foi enviado por uma querida leitora do blog, que estava engasgada com a sogra e quis falar sobre isso, mas preferiu não se identificar. Vamos ler?

A SOGRA! Poderia fazer um blog só pra reclamar da minha. Tá, eu admito que ela não é das piores e nós não vivemos em uma guerra declarada, mas que rola uma guerra fria, ah isso rola!

Vou começar do início: minha sogra era o sonho de consumo de qualquer mulher. Na época namoro e noivado ela era “minha super amiga”! Conversávamos no msn, ela me ligava, trocávamos presentes, era um conto de fadas! Até que chegou a época do casamento e vei uma amiga dela, enviada do mal, e que faria de tudo para ter o MEU marido de genro. O Conto de fadas se tornou meu pior pesadelo! Depois de umas rosnadas, conversamos, rolou um perdão bilateral e teoricamente tudo ficou bem. Teoricamente....

Aí veio a gravidez. Ela, que sonhava em ser avó, começou a me bajular exageradamente. No início achei legal, fiquei grata pelos milhares de presentes, mas só depois percebi a mensagem subliminar de todos aqueles presentes.

Ela queria o MEU lugar na vida do meu filho! Ela quis escolher a decoração do quarto, as roupas, os brinquedos, TUDO! Engoli seco por muito tempo, (a gravidez toda e o primeiro ano de vida) mas agora cansei! Não deixo mais nenhuma honra minha ser dela!

Sou adepta da política: “quem beija meu filho, minha boca adoça”, mas se o beijo vem dela, minha boca fica azeda! Sou má? Não, ela quer concorrer comigo, #podeissoArnaldo???????

Os padrinhos do pequeno o mimam muito. Eles o levaram ao cinema pela primeira vez, à praia pela primeira vez, deram o primeiro ovo de páscoa da vida dele, e a lista segue longa e linda! E eu não tenho ciúmes nenhum deles! Mas sabe qual a diferença? Eles não querem o meu lugar. Eles não perguntam: “Zezinho, vc gosta mais dos dindos ou da mamãe e do papai?” E tudo o que eles fazem, eles fazem questão que estejamos juntos. Exemplo: A dinda chegou pra mim e perguntou: “Posso levá-los ao cinema? Queria estar presente quando ele fosse pela primeira vez!” Ai, a sogra jararaca ficou sabendo e disse: “EU que tinha que levá-lo, ele é MEU neto!” Hã???

Mas agora já decidimos, tudo vai mudar com relação à ela. Parei de ligar (pq o marido nunca liga!), não dou notícias e visitar então, no máximo 2 vezes por ano e por, no máximo 3 dias e 2 noites cada visita.

Eu não quero competir, não discuto, não bato boca, não ofendo, mas também não agrado mais, não abro mão das minhas vontades e nem engulo os sapos disfarçadamente.

Chega né? Sou boa, não boba!

E se você também quiser mandar um texto (anônimo ou não) pra gente publicar aqui, mande para loucuramaterna@yahoo.com.br. Garantimos sigilo. Os textos das convidadas são publicados às segundas-feiras.

9 comentários:

  1. Apoiada companheira!
    Tomara que tudo fique bem, e é vdd, seu lugar ngn tasca!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. É isso ai!!!! Ninguém tira o lugar da mãe e se tentar, pode ter certeza que não dará certo!!!

    ResponderExcluir
  3. Sogra intrometida que se acha mãe é a treva... Como assim ela pergunta de quem o menino gosta mais??? Só por aí já vemos o naipe da mulher, heim! Sai de reto, hahahaha! Distância é vida!!! \o/ 
    Beijinhos 

    ResponderExcluir
  4. Gente!!! Que horror!!!

    Alguém tem que falar pra ela que o filho é seu e não dela!!Você é calma demais, eu já tinha rodado a baiana! rsrsBeijos

    ResponderExcluir
  5. Querida Anônima (hahahahaha, sempre quis escrever isso!)

    Sua sogra está no rol das sogras coral cascavel surucuru categoria jararaca plus. Vc está certa mesmo em se impor pq se vc não fizer isso, sua situação se tornará insustentável e pode afetar seu casamento.

    Não deixe isso acontecer! Força aí!

    E sempre que quiser desabafar e contar as últimas da peçonhenta, conte conosco!! Obrigada por confiar na gente!

    Super beijo!

    ResponderExcluir
  6. Gente! Me vi nesse post... e o pior é que a vó paterna da Sophia nem foi minha sogra nem será mas quer ser A avó preferida da menina... aff! Haja paciência com essas avós que não são nem boas mães e ficam querendo tomar os filhos... dureza!

    ResponderExcluir
  7. Juro que quando comecei a ler o post pensei "Pqp fui eu que escrevi o começo" Mais olha siga sua vida, cuide do seu filho e do seu marido, e faça de tudo para quando seu filho casar não repetir o erro grosseiro da sua sogra. Manda ela ser avó, pq a mãe é vc!!!!
    Já escrevi sobre o assunto no meu blog http://olaenfermeiros.blogspot.com.br/2011/04/sograscunhadas-x-noras.html

    ResponderExcluir
  8. Nossa lendo esse texto, podia dizer que ela a convidada esta falando da minha sogra, só que ela foi mais sabia que eu, eu aturei a minha por 8 anos, e no nono ano, eu cansei, era demais, graças que meu marido sempre me defendeu, então quem brigava/descutia com ela a sogra era ele e não eu, mas foi que não aguentei mais quando ela de uma certa forma me acusou em relaçao a mariana, pelo TGD, que eu era uma pessima mãe pra mariana e o pro caio, foi a gota d'agua, disse tudo que estava entalado e comecei a chorar, ela friamente continuo a me insultar, ai não deu mais, simplesmente hoje depois de 2 anos, não falo mais com ela, preferi assim, pra mim ela lá e eu cá...porque ela a minha sogra é cara de pau, briga e depois acha que esta tudo bem, eu não sou assim...
    parabens a convidada, viu cedo que a sogra queria tirar o lugar dela.

    ResponderExcluir
  9. gente fui eu q escrevi.... não lembro, mas eu escreveria o mesmo.... adorei

    ResponderExcluir

obrigada pelo comentário!