segunda-feira, 26 de março de 2012

Profissão mãe e Fotografa por Priscila Cristine

Meu nome é Priscila, tenho 30 anos, sou casada, tenho 2 meninos lindos e estou grávida da minha sonhada princesa.
Há 8 anos atraz, trabalhava em uma contabilidade, estava com casamento planejado, começaria logo a faculdade, e tinha muitos outros planos e sonhos, o maior deles era ser Fotógrafa, sabe aquele sonho de infância?! Pois é, a vida as vezes nos prega uma peça, e tive abandonar tudo, por uma gravidez que me pegou de surpresa. 
Mas assim que meu Carlos Eduardo nasceu, o amor que eu senti por ele, fez com que meus olhos se fechassem para tudo o q eu tinha planejado para minha vida. Passada a licença maternidade, eu não consegui voltar a trabalhar, não tinha coragem de deixar aquele bebê que tinha se tornado tudo para mim, eu não podia perder sua infância, suas descobertas, seu desenvolvimento. Então me tornei mãe e dona de casa em tempo integral, com todo apoio do pai do meu filho que agora era meu esposo.
Depois de lindos 3 anos acompanhando o crescimento do meu menino, senti falta de trabalhar, e me sentir valorizada de outras formas. Então comecei fazer cursos preparatórios para tentar passar em um concurso público, estava muito empolgada, e tudo andava muito bem! Porém, novamente, para minha surpresa e desejo imenso do meu menino, eu estava grávida novamente. Kadu me pedia um irmãozinho diariamente, e também o pedia em suas orações, e como Deus costuma atender ao pedido de seus anjos, lá estava eu novamente, abrindo mão dos meus planos pelo nascimento de mais um anjo em minha vida, desta vez meu Gabriel.
Me dediquei as crianças de corpo e alma, e uma das coisas que eu mais gostava de fazer era fotografa-las, na verdade desde criança me lembro de ter sempre uma câmera por perto. E com o nascimento deles, isso era mais constante, e o meu sonho de infância foi cada dia mais florescendo em mim, e tomando conta dos meus pensamentos. 
Passei então a estudar muito sobre o assunto, entre uma amamentação e outra, entre lições de casa para corrigir, cozinhar, lavar, passar e todas as infinitas tarefas q uma dona de casa tem que fazer, lá estava eu, encantada com tudo novo que aprendia. Sempre com apoio do meu esposo, da família e dos amigos, que até então sempre me consideravam a fotógrafa das festas de família. Então, em 2010 meu esposo deu o ponta pé na minha carreira, me dando de presente todo o equipamento fotográfico que eu necessitava para iniciar minha sonhada carreira. Planejamos muito, todos os passos, meu pensamento sempre foi conciliar "família+profissão", não queria me ausentar da vida das crianças, pois para mim eles estariam sempre em primeiro lugar. Meu trabalho foi fluindo naturalmente, e a cada trabalho realizado, minha realização é imensa ao ver a felicidade e satisfação de meus clientes. Mesmo com a correria do dia dia, trabalhando, cuidando da casa, das crianças, do marido, sempre me senti muito feliz e realizada! Com apenas 6 meses da nova rotina, minha vida mudaria novamente. A nova surpresa do pedaço, é a que eu ainda estou carregando em meu ventre, minha sonhada menininha, nossa princesinha Isabella. Mas desta vez, resolvi ser ousada, e continuar com meus planos. O  começo da gravidez foi o mais difícil, eu as vezes ia trabalhar, e me sentia fotografando em um barco, com enjoos, mas a paixão pelo meu trabalho sempre falou mais alto, eu sempre realizei minha fotos muito feliz apesar do mal estar, e ver o resultado de tanto esforço e dedicação, vale muito a pena. Uma das coisas que me deixa mais feliz, é que nunca me descriminaram pelo fato de estar grávida, segui sendo solicitada e trabalhando durante a gravidez. Agora estou na reta final da gestação, e meu ultimo trabalho esta agendado para esta semana, quando minha Isabella completará 37 semanas. Sei que terei que dar um tempinho do trabalho, pelo menos para passar pela dieta pós parto, mas já estou sentindo falta, pois depois dos meus filhos e marido, fotografia é a coisa que eu mais amo em minha vida. Ser fotógrafa, me possibilitou, continuar sendo uma boa mãe, presente no desenvolvimento e educação dos meus filhos. Vou aproveitar esta "licença maternidade" para curtir muito minhas crias, tempo livre pra brincar, passear, e claro, para não perder o costume fotografa-los muito, pois não vivo sem meus filhos e minha câmera. Já estou planejando minha nova "louca rotina", que acima de tudo me faz uma mulher e mãe realizada e muito feliz! 

Post escrito em 02/03, hoje a Pri já está com a sua doce Isabella, nascida no dia 22/03, em seus braços.

Priscila com seus filhos Carlos Eduardo e Gabriel, e com a Isabella ainda na barriga.

3 comentários:

  1. Adorei o relato Pri!
    Beijos e muita saúde pra Isabella!

    ResponderExcluir
  2. Essa é minha linda amiga Pri...corajosa em tudo que escolhe pra fazer.beijos

    ResponderExcluir

obrigada pelo comentário!