sexta-feira, 2 de março de 2012

Mãe, profissão: Analista de Sistemas


Sendo de TI (Tecnologia da Informação), minha vida como mãe não poderia ser diferente. Sou extremamente analítica, planejadora, control freak. Já era lista pra cá, lista pra lá, pra tudo. Começou na gravidez:

- Lista de Enxoval
- Checklists diversos
- Planilhas para controle das semanas de gestação
- Pesquisa de métodos mirabolantes na Internet para descoberta do sexo do bebê (quem nunca usou o Oráculo Chinês?)
- Muitos, mas muuuuitos sites para pesquisa dos mais diversos assuntos - e foi aí que eu acabei botando o pé na Blogosfera Materna

Depois que nasceu era planilha pra controlar as horas de sono, de tempo de amamentação (quando eu ainda amamentava), de mls tomados de LA em cada mamadeira (depois), curvas de crescimento, planilhas de salto de desenvolvimento. Preciso disso, me deixem ser feliz!

Na Índia
Minha profissão demanda muito do meu tempo. Passo em média dez horas fora de casa e a saudade do filhote bate muito forte. Mas já foi pior, antes do Dudu nascer eu viajava muito pra fora do Brasil a trabalho e passava semanas num quarto de hotel. Hoje não me imagino nessa vida, era legal, eu trabalhava mas também passeava muito, fazia muitas compras, conhecia lugares diferentes, não tinha obrigação de serviços domésticos e tal e hoje todas essas coisas não parecem ter a menor graça se eu não estiver com meu malinha do lado.

Mas também tenho em mente que não sou uma pessoa que teria como ocupação principal cuidar da casa e dos filhos. Admiro muito quem faz, é um altruísmo danado, é estressante, tem prós e tem contras. Conheço muitas pessoas que o fizeram e estão plenamente satisfeitas. Mas EU não seria 100% feliz se largasse minha profissão pra ficar em casa.

Ás vezes gostaria de ter um trabalho mais flexível, que eu pudesse ficar mais perto do meu filho, fazer Home Office de vez em quando, mas não se pode ter tudo, a gente abre mão de algumas coisas em detrimento de outras e assim vamos tocando a vida. Mas sei que o mundo dá voltas e que tudo pode mudar, assim espero. O tempo vai passando e sei que não vou ter essa vida louca pra sempre, a tendência é que tudo se desacelere.

E olha, por mais estressante que tenha sido meu dia, por mais trânsito que eu tenha enfrentado, chegar na escola e ver meu filho gritando "A mamãe!!!" ao me ver e correndo na minha direção com um sorrisão no rosto é sem dúvida o melhor momento do meu dia.

16 comentários:

  1. Thata!!!
    Disse tudo!
    Eu também não me imagino sendo "só" mãe... não no momento atual. PRECISO do stress do trabalho, dos desafios e etc.
    Já consigo ter mais flexibilidade e estar com eles por mais tempo, mas não tanto qto gostaria... enfim, um dia a gente chega lá.
    beijo enorme
    Lele

    ResponderExcluir
  2. Ai tomara que tudo desacelere pra todas!

    ResponderExcluir
  3. Adorei!
    Flexibilidade no trabalho, nos horários é tudo de bom!
    Espero que vc consiga isto para passar mais tempo com o Dudu lindo da titia!!!

    Beijos,
    Ana Carolina

    ResponderExcluir
  4. É bem verdade. Sou filha de analista de sistemas e sei bem como é essa  parte de listas e tal. Importante é vcs serem felizes e cada um tem seu jeito

    ResponderExcluir
  5. Thata, a moça das planilhas!!!

    Cada um encontra o seu jeito de cuidar dos pequenos! E você cuida muito bem do Dudu!!
    E logo você consegue desacelerar pra passar mais tempo com ele!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  6. Certeza, um dia a gente vira velhinhas fazendo tricô na varanda de casa (e com o celular no twitter, hahaha).

    Bjs sua linda!

    ResponderExcluir
  7. Assim espero Cíntia e espero que não demore tanto!!

    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Pois é, um dia vou conseguir unir trabalho,  família e qualidade de vida!! Eu vou conseguir!!!

    ResponderExcluir
  9. Sim sim, mesmo com todas as loucuras dessa profissão!!

    Bjs!!

    ResponderExcluir
  10. Faço o melhor que eu posso no momento, né? Mas vai melhorar!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  11. Ah eu amei!!!!
    Tmbm amo planilhar hahahahaha

    =) Lov U gatona, minha querida amiga, garota Dos programas!

    ResponderExcluir
  12. Concordo com o que disse sobre se dedicar ao lar e tals, nem todos tem isso, devemos buscar nossa felicidade e não o correto segundo as pessoas.
    Não sou da área, mas checklists diversos é comigo mesmoooo!Bjs!
    Mãe do Theo
    http://www.docerotinamaterna.blogspot.com/ 

    ResponderExcluir
  13. O importante é estar feliz, feliz plenamente com a vida q escolhemos, e é isso vc por mais q volte a pensar em uma vida diferente logo vem em mente que akela não seria sua vida!!!
    Bjus

    ResponderExcluir
  14. Pois é, o importante é ser feliz e sustentar as decisões né?

    Bjs!!

    ResponderExcluir
  15. Verdade, é importante ser coerente e sustentar o peso das nossas decisões. Beijos!

    ResponderExcluir

obrigada pelo comentário!