sexta-feira, 16 de março de 2012

A cama (não) compartilhada

Compartilhamento de cama aqui, só com os bichinhos de pelúcia!

Desde que eu era criança, sempre dormi na minha cama. Sempre! Não que houvesse uma proibição por parte dos meus pais, mas é que a coisa foi tão natural que na minha cabeça de criança, o papai e a mamãe dormiam na cama deles e eu e meus irmãos, no nosso quarto, cada um na sua cama. Aí quando eu entrei no Twitter, conheci o conceito da cama compartilhada. Eita, pode isso Arnaldo? Pode sim! Mas embora entenda o fato de ser muito mais fácil ter o filho ali do ladinho pra não ter que ficar levantando 815 vezes durante a noite e coisa e tal, pra mim pareceu uma idéia no mínimo desconfortável. Para os pais e para o bebê também.

Independente de ter um quarto só pra ele ou dormir no berço no próprio quarto dos pais, na minha cabeça o bebê precisa ter seu próprio espaço. Nada a ver com deixar o bebê dependente dos pais, não é isso! Nada a ver com a suposta privacidade que os pais tem que ter, não é isso! Nem com conforto. Tem a ver com algo muito importante, a segurança. Bebês e crianças rolam, se mexem, se viram e podem cair da cama. Mesmo que esteja no meio dos pais, os dois podem cair em um sono mais profundo e o bebê danadinho pode tentar escapulir. Já viu né? Na dúvida, Dudu dorme no seu berço, onde pode se mexer a vontade a noite toda, me trazendo tranqüilidade. Leio diversos relatos de mães que depois de algum tempo de cama compartilhada, reclamam que não conseguem mais tirar esse hábito. Vou contar um pouco da minha experiência, quem sabe pode ajudar.

Nas primeiras noites de Dudu versão Newborn nós tentamos o berço. Humanamente impossível, o berço devia ter espinhos, formigas venenosas africanas ou devia faltar aquele cheirinho de carro novo, pois a pessoinha não ficava nem de dia, nem de noite, nem de tarde, quanto mais nas madrugadas. Some a isso cólicas fortíssimas e refluxo grau Exorcista. Comolidar? Ao invés de colocá-lo na minha cama, usei a famosa cadeirinha da Fisher Price forrada com um travesseiro fofo pra ficar bem aconchegante. Dudu dormiu exatos dois meses do meu lado, com minha mão quase gangrenando, já que eu ficava a noite toda com a mão na barriga dele senão ele acordava e chorava. Mas passado esse tempo comecei a colocá-lo no berço metade da noite, depois uma noite, alternava, até que quando eu menos esperava, Dudu estava dormindo todas as noites no berço. Foi difícil? Estou tendenciosa a dizer que não, mas como meu cérebro bloqueia momentos de stress profundo, pode ser que eu esteja mentindo pra vocês. De qualquer forma, deu certo.

Claro que tem eventos especiais na nossa rotina: febrinhas, reações à vacinas, chiliques noturnos sem motivo aparente, fomes inesperadas, em que vez ou outra ele acaba indo pra nossa cama no meio da noite. E nessas noites Dudu dorme feliz da vida (assim como dorme no berço), mas a pobre mãe fica ali mendigando uma brechinha da cama, abraçada de conchinha nele pra não ser jogada pra fora, levando socos, murros e voadoras na cara de alguém de 90 centímetros. Mas não dá pra fazer isso mais do que algumas noites e em ocasiões que realmente necessitem. Portanto aqui em casa a regra é clara:

Cada um deve dormir no seu quarto


Chorou? Quem estiver menos podre levanta, pega no colo, nina, beija, abraça, vê se precisa mamar, tenta colocar no berço de novo.

Chorou de novo? Quem levar um chute na perna primeiro levanta, pega no colo, nina, beija, abraça, vê se precisa mamar, tenta colocar no berço de novo.

CHOROU???? “Trouxe ele pra cama, não tenho mais forças pra levantar”

Ou seja, só em último caso a gente traz ele pra cama e dependendo do horário, depois de acalmar, volta pro berço!

Veja bem, essa é a nossa experiência com a cama compartihada, na minha casa. O que funciona pra mim pode não funcionar pra você e vice-versa. Conheço gente que adotou e é feliz assim. O que você acha da cama compartilhada? Adotou ou não? Responde a enquete abaixo pra gente ter uma idéia?

23 comentários:

  1. Ai q decisão difícil né?!.... não sei como será comigo, ao mesmo tempo que quero que ele durma no berço também tenho certeza que vou querer que ele fique do meu ladinho!! rsrsrs

    Beijos
    Fran
    http://vireimamaeeagora.blogspot.com/ 

    ResponderExcluir
  2. Hahahahahaha Lá em casa também é assim. É o último dos casos, quando ninguém mais aguenta ir e voltar tantas vezes...rs

    Beijos
    Tati

    ResponderExcluir
  3. Ri alto com o post!!

    Aqui Ellis dormiu pouquíssimas vezes com a gente e ela era bem bebezica. Depois que começou a se mexer e se virar que nem num sei o que na cama acho que dormiu uma ou duas vezes no máximo.
    Pra ela minha cama é lugar de brincar. rsrsrsr
    Mas, nada impede de que  se tiver doentinha, pra matar saudades, essas coisas eu trazer ela pra cama!! Mas só em último caso também.Cada um no seu cantinho.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Pra mim não rola, dormimos super mal qdo Dudu vai pra cama. Nem ele dorme bem.

    ResponderExcluir
  5. Dureza é isso, quando a gente não aguenta mais levantar da cama. Sinceramente não sei o que é pior, hahahaha

    ResponderExcluir
  6. Ai Fran, é complicado!! Muita gente adota e adora, mas comigo a experiência não foi boa! Tenho certeza que na hora vc vai saber o que fazer. Depois me conta tá?

    ResponderExcluir
  7. Ehehehehe
    Ás vezes eu deixo, mas qdo começa a ficar muito frequente corto logo. 
    Beijos,
    Ana Carolina

    ResponderExcluir
  8. 1 quarto. dorme no canto dele no colchao dele do lado da cama. vira mexe ele pede pra DORMIR e q depois eu o o coloque na cama dele . sim ele fala. mae posso dormir aí com vc depois tu me poe na cama. E eu deixo de boa. pq nao da pra ficar na cama os 3 , somos grandes. e espacosos e folgados .. o meu ainda ganha da gnete em ser folgado . eu acabo ficando toda dolorida se nao tirar ele da cama e por na dele rs ...ja teve vez q eu taav tao podre pra levar ele pra cama q deixei. acordei ferrada so me rolei e cai na cama dele ... pq nem pra pegar e por ele no meio da noite nao tava aguentando kkkkkkkkkkk 

    ResponderExcluir
  9. Eu nunca concordei com a cama compartilhada, porém não julgo quem a pratica. Aqui em casa a gente tem variações dela, ou seja, meu filho qndo está com febre, com o sono meio perturbado, eu ou meu marido vai dormir no quarto dele em uma cama de babá, ou senão mudamos para a sala, mas raramente a gente dorme na mesma cama que o pequeno. E na nossa cama a gente já estipulou uma regra: é só pra brincar ou assistir um filminho, mas pra dormir....cada macaco no seu galho....hehehehe.. Bjos :)  

    ResponderExcluir
  10. aqui foi assim,a Nic sempre dormia no berço,ai ia para os avós,ai la dormia junto,uma função mas nda q ela com 4 anos não tenha aprendido,hj tem seu quarto aqui,e la e sempre dorme na cama dela,o Henry eu acostumei mal,eu ate tentava por ele no quarto na cama,mas ele maior vinha chorando para a minha,isso ate os 3 anos! hoje graças a Deus,cada um dorme na sua cama e quando convido pra deitar na minha antes de dormir nao querem de jeito nenhum rsrs

    ResponderExcluir
  11. Nossa adorei o post, aqui em casa adotamos a cama compartilha, e eu aqui sou teimosa, fiz errado novamente com a Mariana, ficava podre quando passava a noite mudando e dando de mamar pra ela no berço e no outro dia tinha que levantar cedo arrumar o filhote e levar na escola...mas hoje ela dorme na cama dela e foi melhor assim, dormimos bem melhor...só em últimos casos mesmo que vem para nossa cama.

    ResponderExcluir
  12. Minha mais velha mesmo depois de dormir na propria cama continuou vindo à nossa até os 8 anos de idade. Culpa do pai, porque quando disse que não aceitaria mais ela no meio, a danadinha ia direto pro lado do pai. Eu brigava todo dia com os dois. Foi um inferno. Fui criada como vc, cama da mãe é cama da mãe e ponto. Vez ou outra eu ganhava direito à uma esticada no sono da manhã aconchegada junto deles nos finais de semana.Com a chegada das gêmeas, decretei de início que não colocaria bebe em nossa cama. Vez por outra fui obrigada, inverno frio de doer, crianças doentes e tal, mas nesses casos eu não dormia, só me beneficiava do calor das cobertas porque dormir não tem como,é muito desconfortável. Depois veio mais uma e muitas vezes recebemos as tres em nossa cama,mas assim em ocaiões específicas e o conforto vai pro espaço. A questão é que desde que saíram do berço elas vem pro nosso quarto com as próprias pernas. E eu uso as minhas pra chutar o marido, porque do contrario ele amontoa todo mundo.

    ResponderExcluir
  13. Aki adotei a não neura rsss...acho q qto mais tranquilos a gente lida com as fases das crianças mais fáceis ficam de lidar! 
    Sempre qdo dormem coloquei no berço, hj já é na cama, depois se acorda as vezes eu voltava/volto pra suas camas as vezes não, tem dias q dorme nós 4 na cama, é desconfortável, mas não é sempre....eles acabam como vc falou entendendo q o lugar deles é lá na caminha deles e dos pais é em outro lugar e as vezes por medo, pesadelo, perca de sono, tosse, dengo, e por qq outro motivo resolvem ir lá fik agarradinho com os pais e eu deixo, mas é assim nada de todos os dias só de vez eqdo!!!!
    Eu adorava qdo meu pai viajava pra dormir na cama com minha mãe, mesmo depois de bem gde!rsrss

    Adorei o post 

    bjus

    ResponderExcluir
  14. Não concordo com a cama compartilhada, mas também não dou pedradas em quem pratica. Aqui em casa a gente raramente usa, o que acontece é que quando uma das 3 crias vem ao nosso quarto, eu ou o marido voltamos para o quarto da cria e ficamos lá até o rebento dormir. Várias vezes já dormi com um deles na cama DELES! Cama dos pais somente quando um deles ta dodói. Mas não vou negar que os filhos já conseguiram a façanha de dormir conosco algumas vezes, porque tem dia que a birra é enooooorme e o sono/cansaço também.

    Não acho saudável a cama compartilhada, acho que se ela for recorrente, pode formar pessoas muito inseguras. Mas esse é meu ponto de vista, não é lei. Apenas tenho esse pensamento na criação dos meus filhos.

    ResponderExcluir
  15. O importante é não deixar ficar frequente, pq aí descamba tudo!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Adorei o "grandes, espaçosos e folgados", hahahahaha
    O duro é que quem sofre somos nós, que quase não dormimos, eles ficam lá numa boa, esparramados... aff, isso não é vida não!!

    Bjs

    ResponderExcluir
  17. Exatamente, sou da mesma opinião! Acho que cada um tem que ter seu canto e pronto, a não ser em cados extremos, pq aí o coração não aguenta né?
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  18. Eu não consegui,eu me viro muito durante a noite... e o medo de acertar a criança? Fora os altos chutes e murros que eu levo na cara quando preciso levá-lo pra cama. Ele dorme super bem no berço, acho que até melhor do que na cama. Que continue assim!!!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  19. Quebrar as regras de vez em quando tudo bem, mas imagino vc com essa criançada toda, precisa de uma cama mega master plus king size, hahahahah
    E como vc, eu tb corria pra cama dos meus pais de manhãzinha nos dias mais frios, mas a noite nem pensar, minha mãe nunca abriu exceção... mas acho que foi melhor assim!

    Um beijo!!!

    ResponderExcluir
  20. Claro que existem exceções na hora do sono extremo ou quando as crias estão doentes e pra algumas pessoas a cama compartilhada funciona super bem! Mas definitivamente eu não sou uma dessas pessoas, hahahaha
    Beijão!

    ResponderExcluir
  21. O importante é mesmo que eles entendam que cada um tem seu espaço, mas que eles podem ir lá chamegar a mamãe e o papai de vez em quando (pq a gente sabe que chamegar os filhos é bom demais, né?).
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  22. Eu sempre fiz cama compartilhada, hoje em dia ainda fazemos algumas vezes. Não acho que a criança se torne insegura mas acgo que em determinada idade é legal ficar em seu quarto, hoje com quase 2 anos meu pequeno dorme em seu proprio quarto. na verdade ele ficou no começo na minha cama para facilitar as mamadas, depois ele fraturou oc ranio então quis ele por perto mas hj em dia ele vai pro quarto dele assim que dorme.

    ResponderExcluir
  23. Vc teve boas experiências com os dois lados e isso é super positivo. No meu caso a cama não rolou mesmo, então meio que não tive opção!

    Bjs

    ResponderExcluir

Agradecemos o seu comentário!!