quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Pra que ter pressa?

"Hj peguei o ônibus com senhora que estava indo cuidar do netinho de 15 dias por que a mãe optou em não tirar a licença maternidade, eu não julgo pois não sei o motivo da escolha dessa mãe, mas sinto dó da mamãe e seu bebê perderem esse momento mágico, esse comecinho tão gostoso!"


Esse foi um twitte meu, eu escrevi com dor no coração.
As vezes eu não consigo entender algumas coisas. Outras algumas pessoas.
Sobre aquela coisa de que não existe certo ou errado na maternidade: VERDADE.
Concordo, respeito, engulo...
Mas EU, meu coração não consegue aceitar certas coisas.


Entendam que esse post é sobre RN, e a "licença maternidade".
Cada dia eu vejo mais e mais por ai mulheres que planejaram filhos, que os desejaram absurdamente, e depois que eles nascem não vêm a hora de dormir uma noite toda, ir ao shopping sem ter hora pra voltar, de sair jantar com o marido, ou curtir a balada com as amigas. O filho nasce, mas nem sempre com ele nasce uma mãe. Ser mãe é continuar sendo mulher... é sim! Mas tudo tem seu tempo certo? Não é por parimos hoje, realizamos um sonho que vamos morrer amanhã pra ter tanta pressa, não vamos perder nossa identidade por que deixaremos de dormir noites inteiras, ou por que não fizemos a unha hoje.


Ser mãe não é vestir o bebê com roupas da Zara e colocar mil fotos lindas no Facebook. Ser mãe é cuidar, criar, amar, é zelar e amar mais um vez... na gravidez abrimos mãe de muitas coisas, depois teremos que abrir de mais coisas ainda.
Rotina? Regras? Eles terão uma eternidade para segui-las. Que mal vai fazer colo um dia todo, tem dias que o bebê está manhoso, quer colo, e pode ter. Hoje eu tô com uma puta dor no corpo e queria também colo o dia todo, mas não posso, sou adulta.


Ah eu sei lá por que estou escrevendo isso, mas algumas mães vão me entender. Outras me esculhambar e dizer: "Ah vc tá errada, filhos foram feitos para o mundo" "Eu sou humana, preciso de um drink após o expediente!", "Imagina, na gravidez eu embaranguei, preciso fazer academia todo dia!" ou "O bebê só é feliz com a mãe feliz!"... "blábláblá!"
Eu sou feliz se meu filho é feliz. Eu não fiquei frustrada por não não beber uma caipirinha quando Felipe tinha 2 meses afinal eu ainda amamentava...


Quando o bebê é RN não vemos a hr que eles engatinhem, andem, falem... mas quando isso tudo acontece, sentimos uma saudade imensa se quando eles passavam horas nos olhando, com aquela cara de "oi mamãe, sou o seu bebê!"


Eu mudei muito com a maternidade.
Aprendi a deixar a casa pra depois, descobri que a melhor cia do mundo é a do meu filho, entendi que tirar 5 sonecas com ele ao longo do dia pode ser muito mais prazeroso do que uma noite toda de sono.


Hoje eu fico 8hr por dia longe do meu filho, morro de culpa quando preciso fazer hora extra. Morro de culpa quando preciso deixa-lo mais cedo na escola para ir ao médico, será que sou um ET? Quando para certas mães é tão fácil deixar os filhos RN com a sogra por 12hr para poderem ir ao salão, shopping, cinema... Seria eu um ser desprezível por que acho que se a mãe está em casa, o lugar do filho é ao lado dela?


É, nós só descobrimos se queremos ser mães depois que nasce o filho,uma pena.
Eu não queria filho, engravidei sem querer, hoje quero 2, 3 ou quem sabe 4?
Gente, não estou falando aqui para vcs largarem seus empregos, estudos, momentos de lazer ou seja o que for, somos adultas e toda mãe sabe o que é certo para a sua familia. Mas estou falando sim para que vcs aproveitem o momento de vcs com seus filhos, sem pressa. O jantar, a balada, o salão pode esperar... a licença maternidade é tão breve, porém extremamente importante. Ninguém surta em 4 ou 6 meses por ficar "presa" ao seu grande amor, seu grande sonho.


Dificil é, quem disse que não seria? Cansativo? Muito! Mas acreditem, é recompensador!
E pela milionésima vez eu digo. Peça ajuda na hora de cuidar da casa, conversem com o marido, se ele ama vc vai entender, durma sempre que a cria dormir (Felipe tem 2 anos e 2 meses e eu ainda faço isso), em dias tediosos, saia passear, leia para seu bebê, dance, brinque com ele.


Passar uma tarde deitada no chão brincando de "acho" é muito mais desestressante que uma cervejinha. A galinha pintadinha pode ser muito mais animadora do que qualquer show do momento. Dançar ao som do Patati Patatá pode ser muito mais regenerante do que desfilar com a Beija-Flor!
O tempo voa... na velocidade da luz, e quando vc perceber já passou o tempo que se filho só quer e precisa só de vc.


Sair com o marido, com as amigas, sozinha faz bem, mas dá pra esperar 4, ou 6 meses. Hoje e faço isso, mas pense que antes de dar prioridade as suas necessidades tente entender as necessidades do seu filho ai sim, ambos serão felizes.

4 comentários:

  1. Meuuuu Deusssss!!! Que texto lindoooooo! Diii, qdo eu crescer quero ser uma MÃE igual a vc..kkkk 

    ResponderExcluir
  2. Hahahaha Poli, vc vai ser uma ótima mãe, com ctz!

    ResponderExcluir
  3. oi Dina! nunca comentei aqui mas achei maravilhoso seu texto e digo uma coisa: minha filha tem 3 anos e desde que ela tem um mês trago ela todos os dias pro meu serviço e quer saber? ainda assim o tempo passou rápido e mesmo ficando grudada diariamente a ela parece que ela foi bebezica só durante dias rs!

    Nao adianta ter pressa! eu acho q todas essas mães vao se arrepender de mais quando perceberem q quem vai querer um tempo pra fazer "suas coisas" serão seus filhos que ja vão ter virado adolescentes.

    a coisa mais preciosa do mundo é a maternidade, ver aquele ser tão miúdo se transformar numa criança q progride diariamente né?

    um bjo! Dnise

    ResponderExcluir
  4. eu tbm devo ser uma dessas mães alienígenas pq tbm acho que lugar do meu filho é do meu lado... não quero me separar dele de jeito nenhum..minha sogra fica puta comigo por isso, mais não fala nada, ela uma vez pediu pra eu deixar meu filho que tinha uns 4 meses com a mãe dela( a bisavó) pra eu ir com ela levar meus cachorros pra castrar,( sendo que ela já tinha falado que ia fazer isso), fui bem grossa .. "meu filho vai ficar aonde eu estiver..." depois disso acabou a conversa fiada... quando eu estava grávida ela(sogra) ficava falando e fazendo planos que depois que o meu filho desmamasse ele iria passar uns dias com ela, ha ta bom ..kkk vai sim...kkk ... só rindo mesmo...até parece que eu vou ficar em casa numa boa.. tranquilinha...não mesmo....

    ResponderExcluir

Agradecemos o seu comentário!!