segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Minha vida pós maternidade, por Rogéria Thompson

Nossa querida Rogéria, fala sobre sua vida sobre a vida pós maternidade.
Visite o blog dela também: Um espaço para chamar de meu.






O que mudou na minha vida depois que fui mãe? Meu sono... Nunca mais dormi um sono leve, reparador e de beleza...


Quando engravidei fiquei com muito, pois eu deitava e poderia cair o mundo que eu nem tomava conhecimento, só sabia que teve temporal se o chão estivesse molhado, pois na 1ª noite da minha pacotinha comigo ela deu um gemidinho bem de leve, um suspirinho e eu estava de pé no berço, mas confesso que do 2º eu estava tão cansada, já que a 1ª tinha 2 anos, que uma vez foi ela que me chamou : "mãe, o bebe tá chorando..." (apagar) rsrsrsrsrs

Agora um sentimento que eu nunca esqueço, foi um aperto no coração quando vi minha filha com dias de nascida deitada na minha cama, passei olhei para ela e entendi toda a preocupação da minha mãe com nossos horários, em saber com quem estávamos, a que hora voltaríamos. Entendi cada coisa que ela falava e se cumpriu o que ela não cansava de repetir "quando vc for mãe vai entender" e entendi.

A vida de mãe é uma montanha russa de sentimentos, amamos essas criaturinhas que saíram de dentro de nós e ao mesmo tempo eles nos enlouquecem e dá vontade de fugir com o circo (de Soleil que sou diva, pufavô!). Somos culpadas (nos sentimos) de tudo, tudo mesmo, até do que nem tivemos participação e queremos controlar tudo...

Eu sou muito apavorada com machucados, curativos, sangue, tenho pavor... Eu sofria com o tal do umbigo que não caía, pois todo mundo dizia que aconteceria com 7 dias, e nada... entrei em pânico e liguei para todo mundo, daí falaram que seria com 15,  caiu antes e eu desesperei de novo, liguei para minha mãe e ela "Vc não queria que caísse? Caiu! Tava na hora."


E o primeiro dente mole? Comassim "aos6? Liga para a amiga dentista,no meu tempo era depois dos 7, explicação: "Depende, pode ser antes, pode ser depois..." 

No meu apavoramento, quero logo levar para "bater uma chapa", fazer um hemograma completo e consultar um especialista, não importa o tamanho da queda, ainda bem que eles tem as avós que logo acodem com um gelo, um banho rapidinho e uma água com açucar para a mãe histérica...Sei de uma coisa, mãe é tudo igual, só muda o endereço e o CPF, nossas vidas viram pelo avesso com nossos filhotes e mesmo assim amamos loucamente esses seres que nos enlouquecem e acalmam ao mesmo tempo (é tudo junto e misturado). Tudo mudou muito para mim, fiquei mais preocupada com o que pode acontecer comigo no futuro, se estarei com eles nos momentos importantes e se estou conseguindo ser uma boa mãe... Perguntas sem respostas... infelizmente!!!

14 comentários:

  1. Mãe é tudo igual mesmo hehehehe. Bju sua linda!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada,meninas!!!Vcs são show!Muito sucesso para todas as lindas!!!

    ResponderExcluir
  3. É verdade Rogéria, ser mãe é viver numa montanha russa!!!

    Adorei!!!

    Ana Carolina

    ResponderExcluir
  4. Mães, por isso somos tão especiais!!!rsrsrs....a gente sofre até qdo não precisa e ri doq ng acha engraçado...rssrsrs
    Maternidade é uma loucura boa!
    bjuuuus

    ResponderExcluir
  5. Adorei seu post Rogéria! É bem assim mesmo né? Eu sou toda apavorada com algumas coisas, com outras tento ser mais relaxada, mas é bem difícil!!

    Beijos e obrigada por participar tá? Que seja a primeira participação de muitas! Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Muito louca, você! Está no lugar certo!!! rsrsrs
    Eu sou tranquilona, você me conheceu, né?
    E tem toda razão, vida de mãe é uma montanha russa de sentimentos!

    Adorei seu post! 
    Amei a foto, lindos demais vocês!!!

    Beijão.

    ResponderExcluir
  7. kkkkk é tranquila sim,sei...bjs,obrigada pelos lindos,rsrsrs

    ResponderExcluir
  8. Mãe neh??
    Só entende quem vira.
    Adorei o post nega!
    Beijooooooooooooooooooooooooos

    ResponderExcluir
  9. Tenho certeza de que você é ótima mãe e, como todas as ótimas mães, se tornou uma pessoa melhor depois da maternidade.

    Beijos!!!!

    ResponderExcluir
  10. Hahaha Mais pura verdade! Mãe se apavora, se complica, não se entende, mas tem o coração com o maior amor do mundo!
    Jokas da Mi diiirce

    ResponderExcluir
  11. O negócio é o seguinte: teve filho perdeu o sossego, mas tb ganha alegrias. Mas concordo que tem horas que queremos sumir e no meu caso essa hora está sendo "every day" nesse final de ano. Mas vamos q vamos, mulherada!!!

    ResponderExcluir
  12. Montanha russa com certeza!

    E o engraçado é que tem as preocupações que são unanimidade mas tem outras que são de cada mãe. Tem mãe que é super encanada com uma coisa que a outra não tá nem ai, e esta por sua vez encana com uma coisa que a outra nem liga. Tudo doida mesmo. kkkkEu, pelo menos dizem, sou bem relax e acho que sou mesmo. Mas tem vez que dá 5 minutos e eu tô aqui me descabelando, surtando , pensando o que fazer, se deve fazer alguma coisa ou não. Acho que nem Freud explica.
    Adorei o texto! 
    Beijo!PS. Se conseguir uma vaguinha no circo me avisa?

    ResponderExcluir
  13. Ah, Rogéria, eu ri! Eu sou bem diferente, minha mãe era enfermeira e nunca tive muito pânico com cortes, quedas e afins. Claro que fico muito preocupada e corro pro médico se vejo que não posso dar conta, mas sou mais relax quanto à isso. Mas minha vida também mudou radicalmente quando peguei meu primeiro filho nos braços. Foi uma barulheira a sucessão de fichas caindo!!! Entendi minha mãe quase que automaticamente. Quase, porque continuo aprendendo todos os dias.

    ResponderExcluir

obrigada pelo comentário!