quarta-feira, 16 de abril de 2014

Receitinha: Cake Pops de Cenoura com Cobertura de Chocolate


(Foto: Arquivo Pessoal)

E depois das receitas de Brigadeiro com Ovomaltine e Nutella e Brigadeiro Branco, vai aí a receita dos Cake Pops de Cenoura. Eu tenho a máquina de Cake Pops, então a receita é feita de uma maneira diferente do que tradicionalmente se faz aqui, mas mesmo assim vamos lá, se você tem a máquina vai com fé e se não tem, dá pra usar a mesma receita como Cupcakes ou ainda com formas de cake pops, que você encontra em casas de confeitaria.

INGREDIENTES DA MASSA:

3 copos de farinha
1 copo de açúcar
1 copo de açúcar mascavo - se não tiver em casa pode ser dois copos de açúcar branco mesmo
1/2 copo de óleo vegetal
3 colheres de chá de fermento
2 colheres de chá de bicarbonato de sódio
1/2 colher de chá de sal
2 colheres de chá de canela
4 cenouras bem picadas
4 ovos

Colocar no liquidificador o óleo, farinha, açúcar, sal, canela e bater. Quando estiver homogêneo, agregar a farinhas aos poucos. Com a massa bem molinha, acrescentar as cenouras picadas. Nesse ponto meu liquidificador esquentou muito e eu precisei ir bem devagar. Com toda a cenoura agregada à massa, coloquei o fermento e o bicarbonato. Pra dar uma ajuda, precisei usar o mixer pra terminar de misturar tudo.

Coloquei a massa em um recipiente para confeiteiro (não é o saco, é isso aqui, salva vidas!!) e enchi as formas da máquina já untada com margarina quase até a boca. Liguei a máquina e esperei 6 minutos. Retirei, eles estavam assim:

{Foto: Arquivo Pessoal)

Fui repetindo o processo por vezes infinitas (era muita massa!!) e no final saíram uns cinquenta e poucos cake pops. Desses, alguns estragaram na hora de tirar da máquina e foram devidamente comidos eliminados. Eles ficaram super fofinhos e bem gostosos, a canela dá um sabor muito bom e não fica forte. Na verdade, eles ficaram mais com gosto de pão de mel do que de bolo de cenoura, hahahaha

Coloquei os bolinhos na geladeira para resfriar. Se você não vai cobrí-los, ou não vai colocar nos palitos, acaba aqui a receita e você não precisa nem colocar na geladeira. Se vai prosseguir, coragem e vem comigo (essa parte é muuuuuuuuuuuito chata) e me fez querer me jogar do décimo quarto andar.

PARA A COBERTURA:

Chocolate fracionado. Usei as pastilhas da Harald de Chocolate ao Leite.
Palitos de pirulito. Eu queria o palito longo mas não achei, então comprei palitos de algodão doce e cortei no meio.
Confeitos coloridos, o mesmo que usei nos brigadeiros.

*PAUSA*

Chocolate fracionado é perfeito pra quem não sabe trabalhar com chocolate como eu, porque não tem que temperar nem dar o choque térmico. É só derreter, tá pronto pra banhar e seca rápido. O gosto do Harald é bem bom, lógico que não é chocolate puro ao leite, mas dá bem pro gasto. Já trabalhei com o chocolate 100% ao leite e aquela praga não seca.

*DESPAUSA*

Coloquei o chocolate numa caneca e levei ao microondas por trinta segundos. Mexi bem e coloquei mais trinta segundos. Se colocar muito tempo, o chocolate queima e aí já era. Tem que ser aos poucos. Tirei alguns bolinhos da geladeira, molhei a ponta do palito no chocolate e coloquei no bolinho. Tem uma foto que mostra como deve ser o processo:

(Créditos: http://sugarkissed.net/banana-split-cake-pops/)


Depois geladeira de novo pra secar o chocolate e firmar o palito. Dei um tempinho e fui tirando aos poucos também os bolinhos pra banhar no chocolate. Nessa hora eu já tinha me arrependido de ter começado, pois eu como uma pessoa de muita paciência #SQN achei que era só banhar, confeitar e pronto. Não é. Enganadíssima pelos milhares de vídeos que assisti no You Tube sobre o assunto.

Continuando, tirei o bolinho da geladeira já com o palito bem firme e fui banhar no chocolate. O chocolate deve estar bem fluído, se não estiver, bota mais 30 segundos no microondas. A quantidade de chocolate na caneca deve ser o suficiente para mergulhar o bolinho todo. O processo de banhar é rápido: mergulha no chocolate até o fim, retira e espera cair o excesso de volta na caneca. Essa imagem aqui ilustra bem o processo:
(Créditos: http://sugarkissed.net/banana-split-cake-pops/)

Mais uma vez, tem que ser paciente. Saindo todo o excesso - e isso demora uns três minutos por bolinho - já deixei do lado uma travessa com os confeitos. Aí foi mergulhar a pontinha do cake pop nos confeitos e banhar o resto com uma colher. Como que eu aprendi isso?

CENA 1: Mergulha no chocolate - bolinho solta do palito no chocolate derretido. FIM.

CENA 2: Mergulha no chocolate - espera cair uma gota de chocolate - mergulha nos confeitos, coloca pra secar, excesso de chocolate e confeitos caem pra todo lado, tragédia total. FIM

CENA 3: Mergulha do chocolate - espera uns três minutos pra sair o excesso - mergulha de leves no confeito - retira o excesso dos confeitos - coloca pra secar. Cake pop perfeito! YES!

A partir daí virou linha de produção. Tira da geladeira, banha, espera, confeita, tira o excesso, põe pra secar, bota no saquinho, fecha. O problema é que era uns quarenta bolinhos. Demorou cinco horas - CINCO HORAS. Mas deu tudo certo, amigans.

Aí coloquei tudo em travessas, fechei bem e deixei no freezer por uma semana. No dia da festa, tirei do freezer de manhã até a hora da festa. Ficaram perfeitos!
(Foto: Arquivo Pessoal)


Lições Aprendidas:

1. Confeitos Granulados não são o melhor jeito de confeitar, pois eles soltam muito fácil do chocolate, fica melecado. O melhor deve ser açúcar colorido, que adere melhor.

2. Melhor ainda acho que seria comprar o chocolate fracionado branco e tingir com corante próprio para chocolate nas cores que eu precisava. Teria me poupado umas duas horas.

3. Paciência! Paciência pra fazer os bolinhos, paciência pra esperar o palito secar, paciência pra esperar o excesso de chocolate sair, paciência pra esperar secar. Paciência, só digo isso.


Os cake pops foram distribuídos na festa em casa e também foram pra escola para o parabéns. E digo só mais uma coisa, graças a Deus só se faz aniversário uma vez ao ano, porque olha, o moleque já tá perguntando qual será a cor dos cake pops do ano que vem... 


segunda-feira, 14 de abril de 2014

Receitinha: Brigadeiro de Ovomaltine com Nutella e Brigadeiro Branco

Esse ano o aniversário do Dudu foi em casa, só pra família mesmo e aí eu resolvi botar a mão na massa novamente. Nada parecido com o esforço da festa da Galinha Pintadinha, mas beleza. 

Cardápio se resumiu a salgadinhos, bolo KitKat, Cake Pops e brigadeiros, mas como Dudu queria brigadeiros coloridos e os tradicionais, tive que fazer duas receitas (e sobrou pra caramba, aff).

As receitas dos brigadeiros, eu adaptei ao que eu tinha em casa ao meu gosto, foram fáceis de fazer e mais fáceis ainda de comer. Vamos lá?

BRIGADEIRO DE OVOMALTINE COM NUTELLA

1 lata de leite condensado
1 colher de sopa de margarina
2 colheres de sopa bem cheias de Ovomaltine
1 colher de sopa de Nutella
Confeitos

Juntar tudo na panela em fogo médio até desgrudar do fundo. Transferir para um prato e colocar na geladeira por no mínimo uma hora. Isso ajuda a esfriar mais rápido e a enrolar também. Ficou bem consistente e esse não ficou na consistência pra fazer de copinho. Em seguida enrolei com granulado daqueles chatinhos.

NOTA DA AUTORA: Os brigadeiros acabaram em minutos!!

BRIGADEIRO BRANCO

1 lata de leite condensado
1 colher de sopa de margarina
1 lata de creme de leite
3 colheres de sopa de leite em pó
Confeitos

Juntar tudo na panela em fogo baixo até desgrudar do fundo. Tem que ser baixo porque o creme branco queima muito rápido. Por causa do creme de leite, ele demora mais pra achar o ponto, seja persistente. Transferir para um prato e colocar na geladeira por no mínimo uma hora. Em seguida enrolei com granulado azul e amarelo. 

Olha aí as delícias:

Fotos: Arquivo Pessoal

Ah, fiz os brigadeiros uma semana antes e deixei no freezer em um recipiente bem fechado. No dia da festa, tirei os docinhos umas três horas antes e eles ficaram perfeitos! Super dica da nossa Personal Chef and Empresária Thais Scavassa!!




quarta-feira, 9 de abril de 2014

Como diminuir o consumo de sal em casa com o Sal de Ervas

De uns tempos pra cá tenho me policiado bastante em relação ao que Dudu e eu estamos comendo. Aumentei o consumo dos alimentos integrais e de frutas e venho gradativamente diminuindo o consumo de sal e tabletes prontos, que contém uma quantidade absurda de sódio. Essa é uma questão complicada, porque a vida toda vi minha mãe usando esses tabletes numa boa, então aprendi a cozinhar assim, com a justificativa de que a comida ficava sem gosto. 
Depois de começar a fazer uso de temperos naturais no preparo das refeições de casa, vi uma receita muito interessante que diminui o consumo de sal em até 75% , o sal de ervas. Ele é facílimo de preparar e a comida continua saborosa e muito mais saudável. O motivo da diminuição em até 75% da quantidade de sal é que o sal misturado com as ervas dá mais sabor aos alimentos, mas você usará a mesma quantidade no preparo, por exemplo: 1 colher de sal comum = 1 colher de sal de ervas. Menos sal, menos sódio e mais sabor.
Foto: Gnowfglins.com
O preparo é simples, você vai precisar de:

Meio pacote de sal comum (umas 200gr)
Meio pacote de alecrim desidratado
Um pacote de manjericão desidratado
Um pacote de manjerona desidratada
Meio pacote de orégano desidratado
Um pacote de cheiro verde desidratado 
Algumas folhas de louro desidratadas
Outros temperos desidratados da sua preferência. Você pode incluir ou excluir itens da lista acima. Esses temperos são aqueles de 10g do mercado.

Colocar tudo no liquidificador e misturar até ficar homogêneo e fininho. Ele fica meio esverdeado, mas é normal. Guardar em lugar seco e utilizar em todos os preparos. Uso em tudo, desde arroz, feijão, sopa, até no preparo dos pães na máquina de pão.

Dudu, chatíssimo pra comer, não sentiu diferença. Aprovadíssimo!


segunda-feira, 7 de abril de 2014

O Dia que eu ganhei uma furadeira



Meu Pai, quer dizer, o Ursolão
Desde cedo eu sempre fui muito muito curiosa. Abria calculadora pra ver o que tinha dentro, trocava qualquer boneca por aqueles kits de ciências. Quando ganhamos nosso primeiro computador, peguei os manuais que vinham junto e ficava horas desvendando e aprendendo sozinha como programar algumas linhas de código #NerdMãe. Puxei isso do meu pai, homem mega curioso e mão na massa, sabe fazer um pouco de tudo dentro de casa. Meu pai raramente paga alguém para fazer um serviço, se precisamos de algo em casa ele pergunta, pesquisa, estuda e vai! No começo do ano, quando estava arrumando a casa nova pra mudar, meu pai colocou lustres, prateleiras, pintou paredes, instalou eletrodomésticos, enfim, sem ele estaria na casa da minha mãe até hoje! A gente carinhosamente apelidou meu pai de Ursolão, aquele da turma do Pica-Pau.

E se quando estava casada eu contava com a ajuda do marido pra qualquer coisa que eu precisasse - já que ele é tão mão na massa quanto meu pai - me vi sozinha e precisando de coisas como colocar quadros, prateleiras, papel de parede... e o que eu fiz? Perguntei, pesquisei, estudei e fui! Comecei com o papel de parede do closet, comprei aqueles que são auto adesivos, medi, cortei, ajustei e tcharam! Closet com cara nova! Depois disso um monte de outras coisas já foram feitas por mim: coloquei azulejos adesivos na bancada da cozinha, pendurei alguns quadrinhos pela casa e até montei no muque a cabeceira nova no meu quarto. Foi fácil? Não. Dava vontade de desistir? Ô se dava! Mas se eu não fizesse, quem ia fazer por mim, certo?

A bancada da cozinha, decorada com "azulejos". Eu que fiz tá?
Aí que no meu aniversário ganhei o presente mais legal de todos: Uma furadeira!! Faz meses que to namorando uma, mas e dinheiro sobrando pra comprar? Minha irmã, já sabendo da minha veia ursolística, não pensou duas vezes. Me fez uma supresa me dando a furadeira. Gente, fiquei tão feliz, pulava e berrava pela casa com o presente como uma criança que ganha brinquedo novo.

Já estou com mil planos pro meu brinquedinho, muitas muitas ideias! Coitados dos vizinhos, hahahaha. Aguardem os próximos capítulos!