quinta-feira, 18 de agosto de 2016

8 Dicas para arrasar no Pokémon Go



Dado o sucesso do post 10 Motivos para Jogar Pokémon Go com seus filhos, volto ao assunto com oito dicas pra você jogar eles jogarem e tirar o máximo de proveito do jogo. Já que é pra jogar, vamos pras cabeças! Ops!


1. Use o recurso de economizar bateria

Pokémon Go usa muita bateria, devido ao uso de vários recursos simultaneamente do Smartphone, câmera, GPS, Wi-fi, tela, etc. Nas configurações do jogo existe o recurso de Battery Saver, que vai gerenciar melhor a bateria quando você estiver usando o jogo. Depois de ativar, basta virar o celular de cabeça pra baixo, que a tela vai se apagar, mas não bloquear. Outras dicas de economia: tirar efeitos sonoros e músicas do jogo, diminuir o brilho da tela, baixar e deixar off-line o mapa da sua cidade no Google Maps.


Essas configurações dão uma bela ajuda!


2. Sempre tenha um ovo na incubadora

De cara você já começa com uma incubadora infinita e pode ganhar outras conforme subir de nível. Sempre deixe um ovo em cada incubadora quando estiver andando, você ganha um Pokémon para cada ovo chocado. Claro que há o risco de chocar um Zubat, mas já consegui uns dois ou três Pokémons novos.


A fase da Galinha Pintadinha não acabou


3. Pegue tudo o que vir pela frente

Não aguenta mais pegar Zubats e Widles? Continua pegando, eles podem ser trocados por Candy, que servem para evoluir os Pokémons, o que nos leva à próxima dica.


Meu próprio exército de Caterpies



4. Transfira os Pokémons extras para o Professor

Depois de pegar tudo o que vê pela frente, transfira os iguais de menor CP (Combat Power). Para transferir, clique no catálogo, encontre o bichinho que quer dar Adeus e depois em Transfer. Eu deixo pelo menos dois de cada um, o resto transfiro.


Bye Caterpie!


5. Visite todos os Pokestops

Toda visita a um Pokestop rende 50 XPs, mesmo que sua mochila estiver cheia.

6. Desapegue!

Os itens que importam na mochila são as bolas e os lures, basicamente. O resto você pode até ter, mas descarte alguns quando a mochila estiver cheia. Você não precisa de 134 Razz Berries e 89 módulos de recuperação, vai por mim.


Let it go!



7. Incensos e Lures: Use com moderação

Só ative seus "chamadores de Pokémon" em lugares de grande movimentação, como parques. Dudu ativou um dentro de casa esses dias, fiquei brava hahahaha.

8. Evolua

Evoluir os Pokémons gera XPs (Experience Power) e possivelmente um novo Pokémon no Pokedex. Por isso deixo pelo menos dois de cada, um básico e um pra evoluir. Pra evoluir, você precisa de Stardust e Candy e cada Pokémon tem o seu. Mas só comecei a evoluir minha galera depois do nível 15.


Krabby, vá para a luz!!



Estava rolando uma dica de recuperar a Pokebola que era jogada errada, mas não está funcionando mais, fuen.

E aí, gostaram das dicas? Tem mais alguma para acrescentar aqui? Deixem nos comentários!

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

10 Motivos para jogar Pokémon Go com seus filhos




Primeira semana de Pokémon Go no Brasil e a já febre tomou conta de todo mundo. Eu como mãe de um menino bem ativo não poderia estar mais animada com a novidade. Pensei um pouco se deveria ou não aderir à moda, mas depois de alguns dias jogando, já consigo listar dez motivos pelos quais eu estou jogando Pokémon Go e que você pode considerar também se deve ou não caçar bichinhos por aí!


1. Porque sou a doida das novas tecnologias e esse jogo traz muitas novidades nesse aspecto.

2. Estamos aproveitando esse tempo para passear fora do circuito de Shopping. Fora que shopping é gasto, né?

3. Andar queima calorias e fortalece as pernocas. E sol faz bem pro corpo!

4. É divertido ver a movimentação das pessoas nas ruas. Dá pra ver desde pessoas super envergonhadas com o celular escondido, quanto gente super engajada com roupa de Mestre e tudo. Nós ainda somos um meio termo, hahaha.

5. Dudu andava meio viciado no Netflix e nesse final de semana ficou se movimentando o tempo todo pra caçar os Pokémons. Meus sobrinhos que só gostam de futebol ficaram mega engajados para completar suas coleções.

6. Nós fomos pra Paulista ontem para caçar Pokémons, mas além disso brincamos de bolha de sabão, dançamos e cantamos com os artistas de rua, brincamos no parque. Ou seja, a atividade ao ar livre que tanto queremos para os filhos.

7. É ótimo pra trabalhar a capacidade de trabalhar em dupla. Aqui a gente se "divide" nas tarefas de caçar Pokémon e procurar Pokestops.

8. Já li relatos de gente que está vencendo depressão e agorafobia* só pra caçar os bichinhos. Se for o seu caso, pegue o celular e vá pra rua!

9. É uma boa distração no transporte coletivo entre minha casa e meu trabalho e também no caminho da escola do Du. A gente conversa, dá risada, torce junto!

10. É legal, gente!! (Precisa de explicação?)


Aqui temos nosso trato de diversão somente depois do dever, então a lição de casa e tarefinhas em geral devem estar em dia antes de sair pra caçar Pokémons. Também temos muita atenção onde andamos, damos preferência para parques e lugares com muita gente, não saímos a noite, enfim, essas noções básicas de segurança que devemos ter pra tudo, não só pra jogar.


No mais, estamos adorando esses benefícios do Pokémon GO e vamos aproveitar de verdade enquanto durar!

E vocês, estão jogando?


* Agorafobia: Medo de lugares e situações que possam desencadear pânico, sensação de impotência ou constrangimento.

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Punta Cana com Crianças



No começo de julho, fomos para Punta Cana para alguns dias de férias e como muita gente acha que lá é somente lugar de casais e baladas, estou aqui para mostrar que Punta Cana pode ser sim um ótimo destino para famílias e crianças de todas as idades!

>> Punta Cana faz parte do distrito municipal de Punta Cana-Bávaro-Verón-Macao, em La Altagracia, a província mais oriental da República Dominicana. A região mais conhecida pelas suas praias e "balneários" tanto na costa do mar do Caribe como na do Oceano Atlântico e é um destino turístico muito popular desde a década de 1970. O nome "Punta Cana" refere-se a uma espécie de Palmeiras da região parecidas com canas e literalmente significa "Ponta das Canas". (Fonte Wikipedia)

O Voo para Punta Cana 


Como decidimos com pouca antecedência o nosso destino (menos de três meses), nossas opções de passagem ficaram restritas e tivemos que escolher um voo com escala, que foi feita no Peru. Nem foi tão longa, mas ainda assim é cansativo. O aeroporto de Lima não tem nada pra fazer, a alimentação é uma facada no coração e não tem wi-fi. Pensem. Já o aeroporto de Punta Cana tem Wi-fi liberado, um parquinho fofo na área de espera, mas não tem ar condicionado.



Uma boa surpresa: A LATAM oferece vários mimos para as crianças. Além do cardápio especial, Dudu ganhou livrinho de colorir, um quebra-cabeça, uma mochilinha, um relógio e muitos snacks. Parece besteira, mas faz uma diferença danada com crianças entediadas. Recomendo demais a LATAM, diferente dos tormentos que passamos na Copa Airlines.




O Hotel


Sabíamos que queríamos um lugar All Inclusive e graças a uma boa promoção no Trivago, fechamos a estadia no Meliã Caribe Tropical, tudo pela internet. As resenhas e fotos que vi me agradaram muito e fomos em frente. O resort é maravilhoso, com todo aquele clima caribenho, uma decoração característica, que muita gente acha cafona, mas eu adorei tudo.

O quarto que fechamos era o básico, com duas camas de casal, mas chegando lá o hotel estava com pouca ocupação e acabamos ganhando um upgrade para a suíte Júnior, que tem um anexo ao quarto principal, separado apenas por uma cortina, com mais duas camas! Achei o quarto ideal para famílias com até cinco pessoas. Além disso, nossa Vila era de frente para a piscina e a poucos metros da praia e do restaurante. Isso foi ótimo, pois o hotel é enorme e para quem fica hospedado longe da praia, precisa caminhar ou então usar os trenzinhos que ficam circulando pelo hotel.

Nosso quarto

O anexo do quarto

Nossa vista da varanda. A praia fica a poucos metros dali


>> Dica de ouro: As Vilas 1, 2 e 3 são as mais próximas da praia e piscina.

O Meliã é dividido em Vilas e entre elas sempre tem alguma coisa, como a academia e o SPA, os restaurantes e muita vegetação linda. Os pavões, patos, tartarugas e outras pássaros ficam soltos pelo complexo e agradam muito a criançada!

A infraestrutura do complexo é excelente, existem atividades para todas as idades no Kids Club e até shows infantis todas as noites. Dudu amou participar das atividades, as monitoras são ótimas. Fiquei acompanhando as atividades porque tudo era falado em Inglês ou Espanhol, mas muitos pais deixavam as crianças por lá por um tempinho e todos ficavam numa boa.

As piscinas são maravilhosas, nenhuma muito profunda, o que é ótimo para as crianças. Não são aquecidas, mas o calor não deixa a água gelada. O mar do Caribe é um show a parte. Gente, que lugar maravilhoso! Eu fiquei encantada com a limpeza das águas e das praias, é realmente um cenário de filme! As praias não tem ondas e existe um limite para circulação, o que deixa tudo super seguro para as crianças, sem o perigo de barcos ou lanchas na orla. Fiquei encantada, sério.

área das piscinas

Praia




Muitas, muitas famílias mesmo na área em que estávamos hospedados, com crianças de todas as idades! O hotel tem ainda uma área só de adultos (The LEVEL), onde criança não entra mesmo (achei ofensivo hahaha). Tem piscinas, bares, restaurantes e até um pedaço da praia que é específica para adultos.

Importante dizer que agora o Wi-fi do hotel foi liberado gratuitamente para todos os hóspedes (antes era pago ou só nas áreas comum). Às vezes falhava, mas nos atendeu perfeitamente, até mesmo na praia!

Alimentação


Dentro do sistema All Inclusive, tudo o que você precisa fazer é escolher o restaurante e pronto. Tudo incluído mesmo! O Meliã tem dois restaurantes estilo Buffet que ficam abertos o dia todo, para café, almoço, lanches e jantar. Além disso, existem oito restaurantes de cozinha internacional com sistema a la Carte e apenas dois deles não estavam inclusos na diária. Comemos super bem no buffet e nosso eleito a la Carte foi o italiano La Gondola, com massas deliciosas! Dudu também comeu bem todos os dias, as opções de arroz, feijão ou lentilha, macarrão e frango me deixavam sossegadas com a alimentação dele. Mas as opções são muitas mesmo. Importante dizer que eu não vi cadeirões de alimentação em nenhum restaurante, então leve a sua portátil ou então o carrinho, se for o caso.

Delícia de café da manhã!


Quanto às bebidas, todas também no All Inclusive. Os drinks obviamente eram fraquinhos, porque o povo exagera né hahahaha, mas eram bem gostosinhos. E o legal é que existiam vários drinks sem álcool para as crianças, raspadinhas, soda italiana, bebidas geladinhas com leite e chocolate, achei muito bom pra fugir dos refrigerantes! Dudu amou!

Drinks favoritos do Dudu: Choco loco (leite, coco e calda de chocolate, bem cremosinho), Granadina (soda com xarope de cereja) e raspadinhas de frutas.

Meus drinks favoritos: Margarita e Merengue (com rum, vodca e suco de limão, maoeeee)

Bons Drinks

Clima


o tempo estava super quente, mas agradável, sempre por volta dos 30 graus. Mas como se fica na água praticamente o dia todo, nem dá pra sentir. Pegamos alguns períodos de chuva, mas era muito rápido, não precisa nem correr, que a chuva passava rapidinho. Filtro solar o dia todo era necessário e ainda assim voltamos mega bronzeados, destoando do inverno de São Paulo, hahahaha. Dudu usou a blusa UV, ela é super boa, protege muito do sol e não esquenta nadinha. Recomendo a compra. Eu não sei a marca dela, mas em lojas de artigos para praia ou lojas de esporte é fácil encontrar.

Essa é a Blusa UV, recomendo muito!


Apesar de ter levado repelente, nem usei, não senti os mosquitos não. Dudu que é bem alérgico a picadas também ficou bem. Não sei se foi a época do ano, então levem repelente sim.


Compras


Eu fiz um post sobre as possibilidades de compras em Punta Cana lá no Sem Firulas, mas como eu disse no post, são poucas as opções, além do Shopping que fica no estacionamento do Resort. Dentro do shopping tem um supermercado, então as mamães podem ficar tranquilas com compras de fralda, leite, papinhas, bolachinhas, etc. Os preços são bem bons também.


Passeios


Optamos por não fazer passeios, porque todos eles duravam o dia todo e geralmente eram de barco. Isso é cansativo para adultos, imagina para crianças! Mas todo o agito e atividades do hotel, além da beleza das praias, supriram qualquer necessidade de passeio. Mas existem todos os tipos de passeios que podem ser adquiridos dentro do hotel mesmo, inclusive um passeio infantil dos Piratas do Caribe, nadar com golfinhos, etc. Os preços eram em média 100 dólares por pessoa (ouch!).


Eita, acho que consegui cobrir tudo. Resumindo, Punta Cana é uma excelente opção de destino de férias para crianças de todas as idades, os resorts possuem infra completa pra ninguém passar aperto. Os preços em baixa temporada são bem convidativos e o All Inclusive ajuda muito no economia!! Pesquisar é fundamental e as ferramentas de pesquisa disponíveis na internet ajudam demais.

>> Nesse post dei dicas de como achar passagens a preços mais baixos.



Super recomendo a viagem!

Qualquer dúvida, deixa nos comentários!

quarta-feira, 1 de junho de 2016

sumidas


ola nossas colegas de trabalho!
não temos aparecido por aqui mais tanto né?
mas quer saber? 

surra de presença no

mas meninas! por que vocês não aparecem por aqui?
deixa eu explicar: lá as coisa são mais dinâmicas, podemos (e fazemos) conversar, brincar e até mesmo refletir (sim não somos só zoeira) quase em tempo real!
então!
borá lá!
borá curtir
;)